Skip to content
Biografia Resumida

Revolução Russa

A Revolução Russa é um dos eventos mais importantes do século XX. E não se pode dizer que foi apenas pelo que significou para o Império Russo, mas porque deu origem ao primeiro governo socialista do mundo.

Neste artigo, vamos entender um pouco mais sobre as particularidades, causas e consequências desse marco histórico.

Revolução Russa 2
Foto: Reprodução.

O que foi a Revolução Russa?

A Revolução Russa foi um movimento social, político e econômico. Foi a luta contra o regime que governava aquele país (regime czarista)  durante a Primeira Guerra Mundial.

Entende-se como uma sucessão de eventos de ordem política, resultando na instauração do poder soviético, controlado pelo partido bolchevique. Ocorreu após a autocracia russa ser eliminada, assim como o Governo Provisório (Duma).

Os revolucionários extinguiram a monarquia, implantando um regime governamental baseado nas ideias comunistas ou socialistas. O resultado disso foi a União Soviética, que durou até 1991.

As causas da Revolução

A Revolução Russa foi, talvez, a mais virulenta que ocorreu na história moderna. Foi a explosão do descontentamento de todo um povo com a situação no país.

Com isso, ocorreram muitas lutas internas e divergências que resultaram em consequências que jamais seriam esperadas pelo povo.

Uma das principais causas da eclosão da revolução foi o descontentamento com o czar Nicolau II. Ele exercia um poder despótico e vivia em absoluta riqueza.

Enquanto isso, o povo russo passava fome e não tinha recursos. As contínuas batalhas perdidas para a Alemanha durante a 1ª Guerra Mundial só pioraram a situação, culminando no caos.

A imagem do czar foi deteriorada ao máximo por sua vida de opulência frente ao país. Além disso, a opressão das classes mais baixas contrastava com o enorme poder que alguns senhores feudais ainda mantinham.

Outra causa da Revolução Russa foi a entrada do capital estrangeiro do país. Este dominava as fábricas e centros de produção da União Soviética. Isso resultou no aparecimento dos escravos/trabalhadores, que laboravam em condições subumanas.

Logo os protestos se tornaram mais frequentes, os quais mais tarde atacaram e terminaram em grandes revoltas. Muitos desses trabalhadores se agruparam em organizações sindicais conhecidas como sovietes.

Além disso, nos últimos tempos, houve uma importante penetração das ideias marxistas no povo. Este foi o estopim para que tudo o que estava prestes a ruir viesse abaixo.

Quando aconteceu a Revolução Russa?

O começo de tudo

Em 1905, mais especificamente em janeiro, trabalhadores participaram de um protesto na frente de uma das sedes do governo. O intuito era entregar uma espécie de abaixo-assinado para o czar.

Assustado com tamanha multidão, um dos guardas abriu fogo e matou aproximadamente 1.000 pessoas. Tal ato – chamado de Domingo Sangrento – trouxe à tona uma série de protestos que se espalharam por todo o país.

Ante a pressão de ordem revolucionária, o czar instaurou uma constituição, que autorizava as eleições para Duma ou para o Parlamento.

Contudo, mesmo dada a monarquia constitucional, o czar ainda concentrava sua grande potência, e o Parlamento, um papel limitado.

Na verdade, o governo fez isso para ganhar tempo, organizando atos contra os sovietes e as convulsões sociais. Tal atitude levou ao fracasso da revolução de 1905.

Primeira Guerra Mundial

No curso da Primeira Guerra Mundial, a Rússia acabou lutando contra Áustria-Hungria e a Alemanha. Mas, devido às constantes derrotas, os russos foram aniquilados militarmente, ficando economicamente desorganizados. Um tempo depois, tal movimento foi incitado.

Os atos de greve que começaram em Petrogrado se espalharam por diversos centros da área industrial. Camponeses se revoltaram. Boa parte dos militares quis aderir aos revolucionários. Isso forçou czar Nicolau II a abdicar de seu posto no mês de fevereiro do ano de 1917.

Revolução Russa
Foto: Reprodução.

Centenário da Revolução Russa

Em 2017, eventos que ocorreram na Rússia de 1917, que marcaram profundamente a história do século XX, completaram 100 anos.

Os fatos sempre foram apresentados unilateralmente pela ideologia oficial, por isso é bom relembrá-los agora como aconteceram, obstinados e contrastados.

Depois de uma guerra travada desastrosamente em 1914-1917, houve o colapso do Tricentenário regime monárquico dos Romanov. Seguiu-se com a instalação de um governo provisório composto principalmente pelos liberais, mas também pelos socialistas liderados por Aleksandr Kerensky.

Esperando a convocação da assembleia constituinte, a revolução democrática, chamada “fevereiro”, adotou medidas imediatas coincidentes com as aspirações do povo:

  • Abolição da pena de morte;
  • Anistia geral de presos políticos;
  • Estabelecimento do dia de trabalho de oito horas;
  • Liberdade de imprensa, expressão, opinião e reunião;
  • Satisfação das aspirações de independência das nacionalidades;
  • Etc.

Foi um período de liberdade e alegria depois de tantos anos de desolação e desgraça. Mas o problema da guerra contra os impérios centrais não foi resolvido.

Diversos fatores começaram a causar descontentamento generalizado entre os soldados e as massas urbanas. Essa foi a oportunidade para todos os demagogos, onde se distinguiu Vladimir Lenin, líder do Partido Bolchevique.

Pomposamente batizado como “Revolução de Outubro”, o golpe de Lenin foi apresentado em nome do II Congresso dos Sovietes. Após ter sido desautorizado por seus companheiros mais próximos, bem como onze membros de seu partido, Lenin declarou:

“Somos da opinião de que é essencial formar um governo socialista com a participação de todos os partidos soviéticos. Estima-se que apenas a criação de tal governo pode oferecer a possibilidade de estabilização.”

Através de uma série de manobras a que estava acostumado, Lenin conseguiu reduzir e reintegrar as estruturas do seu governo. Por outro lado, juntou-se aos socialistas revolucionários que foram descritos como “esquerda”, uma secessão recente do Partido Socialista Revolucionário Russo.

Por insistência aliados socialistas revolucionários da esquerda, as eleições da Assembleia Constituinte foram realizadas e ocorreram três semanas após o golpe de 25 de outubro.

Ante a ameaça de se afastar do poder, Lenin concebeu um novo golpe em 6 de janeiro de 1918, o dia da inauguração da Assembleia Constituinte.

Para o trabalho de destruição representada pelo regime bolchevique, Lênin aproveitou magistralmente um poderoso fator social. O ódio dos trabalhadores contra o capitalismo, o camponês contra o proprietário, os judeus oprimidos contra seus opressores.

Ódio, todo o ódio, apenas ódio. Essa foi a alavanca que fez Lenin com uma rapidez fulminante.

Consequências da Revolução Russa

Promoção do golpe ao Capitalismo

Esta revolução foi apresentada como um golpe para o modelo capitalista que prevalece no mundo. Convidou a classe trabalhadora de todo o mundo a unir-se para lutar contra a classe capitalista.

Fim do regime czarista

O regime czarista foi derrubado, de tal forma, que uma república democrática foi estabelecida. A revolução desafiou:

  • Os valores da cultura ocidental;
  • Os princípios fundamentais da cultura industrial e do modelo capitalista;
  • A estrutura dos sistemas de governo;
  • Os métodos diplomáticos e os valores ocidentais da democracia.

Alteração da economia soviética

O modelo econômico soviético era dirigido de acordo com três princípios socialistas bem definidos:

  • Melhoria dos materiais e condições morais do proletariado;
  • Bem-estar social como um bem geral;
  • A garantia da igualdade social em termos dos direitos e deveres do povo.

Queda dos impérios

>A Revolução Russa impulsionou a queda de outros impérios nas nações da Europa central. Na Alemanha, as dinastias do Império Austro-Húngaro foram derrubadas, o que provocou tumultos, mobilizações e protestos do proletariado.

A guerra

Por decisão do partido bolchevique, a Rússia retirou-se da guerra ao assinar o Tratado de Brest-Litovsk. Desta forma, a Alemanha ganhou terreno e alcançou seus objetivos militares.

Em suma, as consequências da Revolução Russa afetaram o curso da Primeira Guerra Mundial. Afetaram também a estrutura econômica da Rússia, a organização democrática e industrial das grandes nações do mundo.

Revolução Russa
5 (100%) 3 vote[s]