Skip to content
Biografia Resumida

Biografia de Maomé

Militar, líder político e religioso. Esse é Maomé, último profeta do Deus de Abraão.

Para os muçulmanos, ele foi o último profeta depois de Jesus e é visto como um dos seres humanos mais perfeitos.

Maomé
Foto: Reprodução.

Em sua atuação política, uniu diversas tribos árabes, permitindo que essas tribos conquistassem um califado que se estendeu da Pérsia à Península Ibérica.

Os muçulmanos acreditam que Deus enviou o anjo Gabriel recitar os versos de Deus e comunicar a Maomé que ele seria o último profeta enviado a humanidade.

Segundo estudiosos, o profeta teria dito que Deus o enviou para restaurar os ensinamentos originais do cristianismo e judaísmo, que estavam corrompidos e esquecidos na época.

No artigo de hoje, trazemos tudo sobre a biografia de, seus feitos e curiosidades.

Quem foi Maomé

Nascido 571 d.C. em Meca, onde atualmente é a Arábia Saudita, originalmente se chamava Abulqasim Mohamed ibn Abdala ibn Abd al-Mutalib ibn Hashim.

Maomé ficou órfão quando ainda era criança e, por isso, foi criado por um tio.

Aos 12 anos, o profeta conheceu um monge cristão, que lhe ensinou a ter fé em um Deus único e adotou a crença, pois os excessos e a idolatria o incomodavam.

Passou a trabalhar para uma viúva rica e, aos 25 anos, após demonstrar grande habilidade na administração dos negócios, Maomé e Khadijha – como se chamava a viúva – se casaram. Sem fortunas até aqui, teve sua vida transformada após o casamento.

Mesmo com o trabalho e o casamento, ele continua reservando boa parte do seu tempo à meditação.

Em 610 d.C, com então 40 anos, o profeta ouve a voz do arcanjo Gabriel enquanto está meditando no Monte Hirã.

A voz diz que Maomé deve aprender e propagar os ensinamentos que Deus lhe revelaria e estavam contidos no Alcorão.

O que Maomé fez?

O profeta pregava que só existia um Deus, gerando muita revolta e polêmica pois, naquela época era comum adorar a vários deuses.

Maomé foi perseguido e ameaçado de morte. Com isso, deixou sua terra natal, Meca e fui para Medina. Continuou sendo perseguido e viu vários discípulos morrer.

O ano de 622 d.C foi um ano decisivo para o islã, pois simbolizou a passagem de uma cultura que idolatrava vários deuses, para a civilização que só acreditava em um único deus: Alá. Por isso, no calendário muçulmano, 622 se tornou o ano zero.

Tornou-se, já em Medina, chefe da Primeira Comunidade Muçulmana. Por anos perduraram as batalhas entre os exércitos de Meca e Medina, o que acabou com a vitória de Maomé e seus discípulos.

Após o fim das batalhas, alianças começaram a ser estabelecidas. Com toda sua influência, insistia que algumas tribos se convertessem.

Como Maomé se tornou profeta?

Maomé
Foto: Reprodução.

Apesar de muito trabalho, Maomé sempre reservava momentos para suas meditações e tinha o hábito de ir para as cavernas das montanhas nas cercanias de Meca, sua cidade natal.

Ele não concordava com os excessos, idolatria e em como a sociedade era materialista na época.

Além disso, não concordava com o tratamento dado aos pobres, órfãos e viúvas, que eram excluídos da sociedade.

Aos 40 anos, em uma de suas meditações no Monte Hirã, Maomé ouviu a voz do arcanjo Gabriel que trazia uma mensagem de Deus para ele. Segundo o arcanjo, deveria receber as revelações e pregar os ensinamentos de Deus, o tornando profeta.

Sua esposa, amigos e familiares próximos foram os primeiros a acreditar em sua missão profética. Em 613, Maomé foi encorajado e começou a pregar em público. Ganhou seguidores e fundou, assim, o Islã.

Como Maomé morreu

Cerca de um ano antes de morrer, o profeta falou pela última vez para todos os seus seguidores. Esse momento ficou conhecido como o “Sermão do Adeus”.

Ele morreu em 8 de junho de 632, por envenenamento. Ele levou seu exército para atacar Judeus e os poucos que restaram, se renderam a ele.

Após essa conquista, um jantar foi preparado por uma Judia, que colocou um veneno no interior da carne servida. Maomé comeu a carne envenenada e morreu três anos depois.

O líder religioso morreu deixando a comunidade islâmica sobre os preceitos do Alcorão.

Curiosidades

Algumas curiosidades sobre Maomé:

  • Ele era órfão: Ele foi criado pelo seu avô e, mais tarde, pelo seu tio.
  • Casou-se por amor: Embora na época os casamentos fossem como negócios, Maomé se casou com sua esposa por amá-la.
  • Incoerência: Apesar de pregar a unidade divina, não designou um sucessor, o que deu brecha para a divisão dos povos entre sunitas e xiitas.
  • Medo: O profeta teria ficado desesperado quando recebeu a visita do arcanjo, chegando, inclusive a ter delírios.
  • Perfeição: Para os muçulmanos, o profeta não era um deus, mas eles acreditavam que ele era um dos seres humanos mais perfeitos que existiam.