Skip to content
Biografia Resumida

Biografia de Mozart

Wolfgang Amadeus Mozart,  nasceu em 27 de janeiro do ano 1756 em Salzburg (Áustria). Mozart foi o último de sete filhos do compositor Leopold Mozart, músico da corte real e da filha do administrador do castelo de Saint Gilgen, Anna Maria Pertl.

Infância

Desde muito novo Mozart já demonstrava ser um prodígio, aos quatro anos de idade era notória a sua percepção aguçada, por este motivo conseguia absorver bem as lições de aula de cravo que sua irmã recebia.

Notando o talento evidente de Mozart, seu pai decidiu ensiná-lo e ele logo começou a desenvolver algumas ideias melódicas. Com a continuidade dos estudos e já com a idade de cinco anos, Mozart escreveu o que vinha a ser seu primeiro concerto, o Minueto e Trio em Sol Maior para cravo.

Primeiras  excursões

Vendo a genialidade que seu filho possuía para a música, decidiu então, ser rígido com Mozart, pois acreditava que o talento do filho era algo divino.

Foi seu pai que organizou as primeiras excursões de Mozart junto de sua irmã, ele nessa época tinha apenas seis anos de idade e sua irmã dez anos.

Em 1672 na cidade de Munique, o recital foi um sucesso, e todos se impressionavam com o talento dos irmãos, ainda nesse mesmo ano tocaram em Viena, onde foram ovacionados pela população, o que lhes rendeu um convite para se apresentarem para a imperatriz Maria Tereza.

Os irmãos estiveram por quatro anos em turnê, mas, com o passar do tempo Mozart foi se queixando da saudade de casa.

As décadas de 1770 e de 1780 foram decisivas para Mozart, com viagens para Itália, Alemanha e outros lugares importantes no contexto musical europeu, além de suas composições, óperas e muitas outras peças fizeram com que ele fosse conhecido ainda mais na Europa.

Após o falecimento do seu pai, e já estando casado, Mozart ganhou muito dinheiro, porém era um mal administrador de suas finanças. Continuou compondo, dando aulas e fazendo concertos, algo que fez até próximo de sua morte

O legado de Mozart

O compositor teve papel fundamental na história da música ocidental, fato que lhe rendeu status de um dos três maiores de todos os tempos, ao lado de J. S. Bach e Beethoven.

Dentro do classicismo ele teve papel fundamental não só pelas suas obras como também, pela forma em que estruturava suas composições, seu estilo suave de compor, sempre preferindo a leveza e o peso no momento certo, fazem com que Mozart esteja no pódio dos três gigantes da música erudita.

Ele é de grande importância para os estudantes que estão aprimorando sua técnica, seja em instrumentos, seja  no estudo do canto erudito. Os alunos de música que desejam interpretar peças do estilo clássico, encontrarão uma ótima escola em Mozart.

Quantas sinfonias Mozart fez?

Ele foi o segundo maior contribuinte de sinfonias escritas, com um total de 41 sinfonias, ficando atrás apenas de Joseph Haydn que compôs mais de cem sinfonias. Este foi um gênero em que ele interpretou e compôs durante toda a sua vida.

Ele foi dando forma e acrescentando novidades que as sinfonias tradicionais não possuíam, sempre preocupado com as formas, texturas e equilíbrio da distribuição da massa sonora. Uma das suas sinfonias mais famosas é a de N° 40 também conhecida como a “Grande Sinfonia”.

Quais foram os instrumentos que Mozart tocou?

Ele era um músico completo, compositor e também maestro, não sabemos ao certo quantos instrumentos ele tocava, o que podemos falar que ele tinha habilidades com certeza são os seguintes: Cravo, piano, violino e viola, sendo este último o que ele mais gostava de tocar.

Curiosidades

Muitas são as histórias sobre a vida de Mozart, algumas chegam a ser mitos e outras incrivelmente não. Elencamos as histórias curiosas e verídicas sobre ele abaixo.

Aos seis anos Mozart fez sua primeira excursão internacional.

  • Escreveu sua primeira sinfonia quando tinha apenas oito anos.
  • Aos quinze anos, já era poliglota.
  • Alguns relatos dizem que ele tocava piano com as teclas cobertas com um pano.
  • Mozart não catalogava suas composições com números de opus, algo que era comum na época, hoje as temos numerada graças ao musicólogo austríaco Ludwig Koechel que fez esse trabalho de numeração, que ao todo somam seiscentas.
  • Mozart transcreveu uma peça religiosa do compositor Gregório Allegri de cor.
  • Diferente do que muitos acreditam, Mozart e Salieri não eram inimigos.
  • Foi professor de Beethoven.

Maiores apresentações de Mozart

O compositor fez memoráveis apresentações durante sua carreira, desde concertos a óperas, ele foi bem-sucedido estando como maestro ou intérprete, algumas dessas apresentações que mais marcaram sua careira foram:

  • Sua estreia e diversas apresentações ainda criança ao lado da sua irmã.
  • Apresentação teatral de uma serenata chamada ascanio in alba no casamento do arquiduque Ferdinando.
  • Estreia da ópera O rapto do Serralho em 1781.
  • Estreia da ópera As Bodas de Fígaro em 1786.
  • Estreia da ópera Don Giovanni em 1787.
  • Apresentações da ópera A Flauta Mágica.

Seus últimos anos e a causa de sua morte

 Em 1791, Mozart adoeceu na cidade de Praga, desde então esteve com a saúde frágil, o trabalho intenso não o ajudou em sua recuperação.

Mozart se encontrava em um ritmo forte para terminar o seu Réquiem, reza a lenda de que ele estava sendo assombrado com premonições da morte, algo que não é possível comprovar.

Em novembro do mesmo ano, ele teve uma piora em sua saúde, sendo necessário ficar resguardado em seu leito, no mês de dezembro ele aparentou uma melhora, essa tal que o fez poder cantar algumas partes do seu Réquiem com amigos.

Poucos dias depois seu estado se agravou, e no dia 05 de dezembro veio a falecer. A causa da sua morte foi dada por febre miliar aguda, sendo o diagnóstico motivo de teorias como assassinato.

Ele foi velado na catedral e não se sabe se dia 06 ou 07 ele foi enterrado no cemitério da Igreja de São Marcos, sem ter ninguém ao acompanhá-lo.

Teve muitas homenagens fúnebres sendo as maiores em Viena. Mozart deixou uma herança em instrumentos, manuscritos e outros objetos, porém sua avaliação financeira não foi considerada pequena.

Biografia de Mozart
5 (100%) 1 vote[s]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *