Biografia de Juscelino Kubitschek

Mineiro de Diamantina, Juscelino Kubitschek de Oliveira nasceu no dia 12 de setembro de 1902. Filho de João César de Oliveira e Júlia Kubitschek, aos três anos de idade tornou-se órfão de pai. O pai de JK faleceu em virtude do agravamento da tuberculose que havia adquirido.





Biografia resumida de Kubitschek

A infância pobre de Juscelino Kubitschek não fora digna de um futuro presidente do Brasil. Em 1914 iniciou seus estudos no seminário diocesano de Diamantina. Cinco anos depois, prestou concurso público para a vaga de telegrafista e mudou-se então para a capital mineira, Belo Horizonte.

Em 1922, já com vinte anos, JK é aprovado para o curso de medicina na Universidade Federal de Minas Gerais. Apesar das dificuldades financeiras, em 1927 concluiu seus estudos.

Ao final de sua faculdade, JK conheceu sua futura esposa, Sarah Gomes de Souza Lemos. Filha de um deputado federal, talvez tenha despertado aí o interesse político de JK. Já formado, viajou a França para aperfeiçoar-se nos estudos e, 1931 em seu retorno ao Brasil, casou-se com Sarah.

Durante a Revolução de 1932, JK teve grande destaque. Foi eleito para o cargo de Capitão Médico da Polícia Mineira onde conquistou grande admiração pelos serviços prestados.

Somente em 1934 é que JK iniciou de fato sua carreira na política. Benedito Valadares, presidente do Estado de Minas Gerais, nomeou JK como seu chefe de gabinete. Também no mesmo ano, JK fora eleito deputado federal.
No entanto, não terminou de exercer seu mandato como o golpe de Estado promovido por Vagas, em 1937. Vargas fechou o congresso nacional e o Brasil viveu sob sua ditadura.

Em 1940 JK tornou-se prefeito de Belo Horizonte. No mandato de cinco anos foi responsável pela criação do Conjunto Arquitetônico na Pampulha. Oscar Niemeyer foi o arquiteto responsável pelo projeto e, inicia-se aí uma parceria que mais tarde culminou na construção de Brasília.

Após o fim do mandato, Juscelino Kubitschek foi eleito, novamente, deputado federal. Em 1951 tornou-se governador de Minas Gerais. JK fez obras importantes para o estado, como a criação da CEMIG (Centrais Elétricas de Minas Gerais).

Com a carreira política em ascensão, em 1955 concorreu e ganhou a disputa pela presidência no país. JK tinha grandes planos para o Brasil. Sua principal obra foi a criação da capital do país, Brasília. No entanto também fora responsável por obras importantes nos setores de energia, transporte e alimentação.

Juscelino Kubitschek

Foto: Reprodução.

Quem foi Juscelino Kubitschek?

JK foi um importante presidente do Brasil durante o período de 1955 à 1960. Idealista, a principal marca de seu legado foi a construção de Brasília. A capital do Brasil foi projetada por Oscar Niemeyer e Lúcio Costa.

Médico de formação, não tinha pretensões políticas até tornar-se amigo pessoal de Benedito Valadares, então presidente do Estado de Minas Gerais. JK tinha várias idealizações e projetos para o Brasil.

O slogan “Cinquenta anos em cinco” tornou-se popular e, de fato o país registrou na época uma rápida industrialização e crescimento na economia.

Vida e obra de Kubitschek

JK foi responsável pela a execução de diversas obras no Brasil, dentre elas, algumas bem famosas. Já como prefeito de Belo Horizonte criou o Conjunto Arquitetônico da Pampulha.

Como governador de Minas Gerais foi responsável pela criação da CEMIG e pela construção de cinco usinas para a geração de energia elétrica. Vale ressaltar que o desenvolvimento no setor de energia sempre fora uma das metas de JK durante seu governo.

E, como presidente do Brasil, construiu a capital do país, Brasília. A construção de Brasília é sua obra mais importante. Desde 1891 já era prevista sua criação, mas foi somente no governo de JK que fora possível sua criação.
JK também fora responsável pela instalação de usinas hidrelétricas, construção de importantes estradas e rodovias e, promoveu o desenvolvimento do setor automobilístico no Brasil.

Teorias e pensamentos

JK era sem dúvidas um grande idealista. Elaborou para seu governo o Plano de Metas, na qual contava com 31 metas em diversos setores para promover o desenvolvimento do país.

A construção de Brasília era o ponto chave de sua política de desenvolvimento. Juscelino Kubitschek esperava promover o crescimento econômico, social e industrial em todos as regiões do país, tendo a capital, localizada na região central do país, interligando e facilitando esse processo.

O Governo de JK, pelo crescimento econômico promovido no Brasil, ficou conhecido como “os anos dourados da economia brasileira”.

Como Juscelino Kubitschek morreu?

JK morreu aos 74 anos, no dia 22 de agosto de 1976, num acidente de carro em Rezende, no Rio de Janeiro. O ex presidente viajava de São Paulo para o Rio de Janeiro, quando o veículo que estava envolveu-se em um acidente fatal.

Curiosidades

  • Brasília foi uma das maiores obras do século XX;
  • Kubitschek é considerado um dos melhores presidentes do Brasil;
  • JK foi o 20° presidente eleito do Brasil.

Frases de Juscelino Kubitschek

Confira algumas das principais frases do ex-presidente:

  • “Costumo voltar atrás, sim. Não tenho compromisso com o erro.”
  • “O otimista pode até errar,
    Mas o pessimista já começa errando…”
  • “Não nasci para ter ódio, nem rancores, nasci para construir.”
  • “Sei que a paz é mais difícil que a guerra.”
  • “O otimista pode errar, mas o pessimista já começa errando.”
  • “Sereis tanto mais influentes quanto mais fordes corretos e justos.”

Gostou da biografia de Juscelino Kubitschek? Então deixa sua avaliação nas estrelinhas abaixo e compartilha o conteúdo com seus amigos nas redes sociais.

Biografia de Juscelino Kubitschek
4.4 (88.46%) 26 votes

Leave a Reply