Skip to content
Biografia Resumida

Biografia de Joe Biden

Joe Biden (Joseph Robinette Biden Jr.) nasceu em 20 de novembro de 1942 na cidade operária de Scranton, que fica no nordeste da Pensilvânia. O pai, Joseph Biden Sênior, trabalhava como limpador de fornos e vendedor de carros usados.

Sua mãe se chamava Catherine Eugenia “Jean” Finnegan. Abaixo você confere tudo o que precisa saber sobre a biografia de Joe Biden.

Antes de se dedicar à carreira política, Joe Biden exerceu o ofício de Advogado. Mas logo logo sua principal vocação foi revelada: tornou-se o quinto senador mais jovem da história política dos Estados Unidos. Também é o senador mais antigo de Delaware.

No ano de 2008 tentou se candidatar à presidência dos EUA, mas os esforços não foram suficientes. Acabou que os democratas escolheram Barack Obama como o cabeça da chapa, ficando Biden como candidato a vice-presidente.

E como vice-presidente exerceu dois mandatos (de 2009 a 2017).

Biografia de Joe Biden: os primeiros anos de vida

Biden estudou na Escola Primária de St. Paul, na cidade de Scranton. Aos 13 anos, em 1955, se mudou com a família para Mayfield, em Delaware. Na época, essa localidade de classe média já estava em franco desenvolvimento, graças à empresa de produtos químicos DuPont.

Por incrível que pareça, Biden teve gagueira durante toda a infância. Era apelidado nessa época de “Dash” e “Joe Impedimenta”. Mas superou esse distúrbio de fala, por meio da leitura e memorização de poemas, os quais recitava em voz alta diante de um espelho.

Tempos depois foi aceito para ser aluno da Academia Archmere, uma escola de prestígio na época. Ele ajudou a pagar as mensalidades trabalhando como lavador das janelas e capinando a grama dos jardins.

Foi um destacado jogador no time de futebol estudantil dessa escola. “Ele era um garoto magro, “mas foi um dos melhores recebedores de passes que tive em 16 anos como treinador.”, lembrou muito tempo depois o seu treinador.

A Archmere, Biden saiu formado no ano de 1961.

Estudos superiores e casamento de Biden

Joe Biden estudou na Universidade de Delaware História e Ciências Políticas, além de continuar jogando futebol, uma de suas paixões.

Já nesses anos demonstrava um profundo interesse pela política. Uma de suas influências foi a posse de John F. Kennedy, em 1961.

Em 1966 Biden se casou com Neilia Hunter. Ele a conheceu durante uma viagem de férias que fez para as Bahamas. Hunter estudava na Syracuse University e foi amor à primeira vista.

Graças ao incentivo de Neilia, Biden conseguiu se preparar com afinco para ingressar na Escola de Direito da Syracuse University. Mas não chegou a ser um aluno exemplar de Direito nos seus primeiros anos, mas conseguiu se formar em 1968.

Adentrando no cenário político

Depois de se formar na faculdade de direito em 1968, Biden mudou-se para Wilmington, Delaware, para começar a trabalhar em um escritório de advocacia.

Nessa época se tornou um membro ativo do Partido Democrata. Tanto que no ano de 1970 foi eleito para o Conselho do Condado de New Castle. Sendo vereador, em 1971, Joe Biden conseguiu abrir seu próprio escritório de advocacia.

No ano seguinte (1972), Biden foi encorajado pela cúpula do Partido Democrático de Delaware a concorrer ao Senado, numa eleição que tinha como adversário o popular republicano J. Caleb Boggs. Ele tinha nessa época apenas 29 anos!

Foi vitorioso na campanha, sendo eleito o quinto senador mais jovem do país. Mas algo de pior aconteceria nesse momento…

Filhos, família e tragédia

Antes do natal de 1972, a então esposa de Joe Biden e seus três filhos se envolveram em um terrível acidente de carro. Na ocasião eles tinham saído para comprar uma árvore de Natal.

Mas foi um infortúnio grandioso: o acidente matou a esposa e a filha do jovem político. E mais: feriu gravemente seus dois filhos, Beau e Hunter.

Apesar de arrasado psicologicamente, Biden não fugiu do compromisso e assumiu a vaga no Senado.

Biografia de Joe Biden: longa carreira no Senado e candidaturas

Biden teve uma longa carreira no Senado americano: durou de 1973 a 2009, tempo em que conquistou o respeito dos mais diferentes especialistas em política externa.

Na disputa pela presidência, sua primeira tentativa foi no ano de 1987. Mas desistiu das primárias democratas, tão logo quando surgiram relatos de que havia plagiado parte de um discurso.

Pouco tempo depois da desistência, já em 1988, exames detectaram que o político tinha dois aneurismas cerebrais com risco de vida. Passou por diversas e complexas cirurgias, mas resistente como sempre, Biden regressou às suas atividades no Senado, após cerca de sete meses.

Em 2007 tentou novamente se candidatar à presidência, mas perdeu espaço para Hillary Clinton e Barack Obama. Acabou sendo escolhido para acompanhar Obama na chapa, como candidato a vice.

Campanha vitoria: em 20 de janeiro de 2009, Obama foi empossado como o 44º presidente dos EUA e Biden se tornou o 47º vice-presidente.

A façanha se repetiu na campanha de reeleição em 2012, quando a dupla Obama-Biden recebeu quase 60% dos votos.

Casamento e mais uma tragédia

Joe Biden está com a atual esposa, Jill Biden (a segunda de sua vida), desde o ano de 1977. Eles têm uma filha chamada Ashley, que nasceu em 1981.

Outro ataque forte do destino marcou a vida de Biden, dessa vez no ano de 2015: ele perdeu seu filho Beau, morto aos 46 anos, vitimado por câncer no cérebro. Naquela ocasião, ele disse publicamente:

Beau Biden foi, simplesmente, o melhor homem que qualquer um de nós já conheceu”

Premiado no governo Obama

Em 12 de janeiro de 2017, Barack Obama concedeu a Biden a Medalha Presidencial da Liberdade. Trata-se de uma das maiores homenagens civis dos Estados Unidos.

Obama considerava seu companheiro de presidência como o “leão da história americana”, um homem que tinha “fé em seus compatriotas americanos, por seu amor ao país e por uma vida inteira de serviço que perdurará através das gerações’.

Campanha de 2020

Antes de 2020 Biden chegou a cogitar em entrevistas a sua candidatura à presidência, apesar de declarar que não estava 100% recuperado do choque da morte do filho. Foi somente em 25 de abril de 2019 que Biden informou que concorreria à presidência em 2020.

Em 11 de agosto de 2020, Biden anunciou Kamala Harris como sua candidata à vice-presidência. O anúncio oficial de sua candidatura veio à tona em agosto do mesmo ano.

O resto da história você já conhece: a chapa derrotou Donald Trump nas urnas.

Após a vitória nas eleições, Biden fez um longo discurso, sobre o qual separamos os trechos que se seguem abaixo, extraídos de sua plataforma de campanha:

“Meus companheiros americanos, o povo desta nação falou. Tivemos uma vitória clara. Uma vitória convincente. Ganhamos com o maior número de votos já lançados para uma chapa presidencial na história desta nação – 81 milhões.

Sinto-me humilde pela confiança e segurança que vocês depositaram em mim. Prometo ser um presidente que não busca dividir, mas unificar. Quem não vê os estados Vermelho e Azul, mas sim os Estados Unidos. E que trabalhará de todo o coração para conquistar a confiança de todo o povo.

Procurei este cargo para restaurar a alma da América. Para reconstruir a espinha dorsal da nação – a classe média. Para tornar a América respeitada em todo o mundo novamente e nos unir aqui em casa.

Não somos inimigos. Nós somos americanos. A Bíblia nos diz que para tudo há um tempo – um tempo para construir, um tempo para colher, um tempo para semear. E um tempo para curar. Esta é a hora de curar na América.

Agora que a campanha acabou – qual é a vontade do povo? Qual é o nosso mandato?

Acredito que seja o seguinte: os americanos nos convocaram para organizar as forças da decência e as forças da justiça. Para comandar as forças da ciência e as forças da esperança nas grandes batalhas de nosso tempo.

Biografia de Joe Biden: o 46º Presidente dos Estados Unidos

A oficialização de sua vitória nas urnas foi concretizada no dia 7 de novembro de 2020, quatro dias após as eleições. Ele foi declarado o 46º presidente eleito após vencer na Pensilvânia.

Que biografia fantástica, não é? Biden conquistou a presidência aos 78 anos de idade e, por esse motivo, já é considerado por analistas como incapaz de lutar pela reeleição, deixando espaço para a vice.

Seu significativo número de votos – 81 milhões – é uma marca recorde na história eleitoral americana. Ele também é o presidente mais velho da história do país.