Biografia de Oscar Niemeyer

Oscar Niemeyer, arquiteto e urbanista, considerado o maior arquiteto do século e possuidor de uma extensa obra tanto no Brasil quanto no exterior. Nasceu na cidade do Rio de Janeiro em 15 de dezembro 1907.





Oscar Niemeyer

Em 1928, se casou com Annita Baldo, descendente de imigrantes italianos, uma jovem modesta, bonita, e de religião católica. Com ela viveu um intenso amor e, como fruto dessa paixão nasce a primeira filha Anna Maria Niemeyer.

No período de 1929 a 1934 cursou engenheira e arquitetura na Escola Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro. No início da carreira profissional, trabalhou como estagiário no escritório de Lúcio Costa em 1932 e, participou da construção de um projeto para o Ministério da Educação e Saúde Pública, no Rio de Janeiro, um marco da arquitetura moderna do Brasil. Em 1936, trabalhou com Le Corbusier e Gustavo Capanema.

Seu primeiro projeto construído foi a Obra do Berço, no Rio de Janeiro, desenvolvido em 1937. Um ano depois, criou o projeto “Casa de Oswald de Andrade”, em São Paulo. Em 1940, cria o projeto do Conjunto de Pampulha em Belo Horizonte. Esta obra foi de grande impacto diante todas as invenções do arquiteto, para sua realização contou com a colaboração do engenheiro Joaquim Cardoso e do paisagista Burle Marx.

Foi convidado para projetar o Edifício da Organização das Nações Unidas em Nova Iorque em 1945, acompanhado de outros arquitetos internacionais, nesse mesmo período filiou-se ao Partido Comunista Brasileiro.

O segundo maior projeto de Niemeyer foi o Parque do Ibirapuera, em São Paulo desenvolvido entre o ano de 1951 a 1955. Tal projeto, encomendado pelo governo de São Paulo surgiu para comemorar os 400 anos dessa cidade.

Além desses, Niemeyer criou inúmeros projetos, como: a Casa das Canoas no Rio de Janeiro (1953); o conjunto de edifícios para o bairro Hansa, em Berlim na Alemanha e o Museu de Caracas na Venezuela (1954); cria a revista Módulo no Rio de Janeiro (1955); participação na criação capital do Brasil, Brasília (1956), dentre as obras projetadas está o Palácio do Planalto, a Catedral de Brasília, o Congresso Nacional, o Palácio da Alvorada, e o Palácio do Itamaraty.

Foi coordenador da Escola de Arquitetura da Universidade de Brasília(UnB). Recebeu em 1963 o Prêmio Lênin da Paz, na União Soviética e nomeado membro honorário do American Institute of Architects, dos Estados Unidos.

Durante o golpe militar (1965), pede demissão da UNB e viaja para Paris para assistir a exposição Oscar Niemeyer, l’architecte de Brasília, no Museu de Artes Decorativas do Palácio do Louvre.

A partir de 1967 realizou diferentes projetos para diversos países, o projeto da Sede do Partido Comunista Francês (1971); o Bolsa do Trabalho de Bobigny e o Centro Cultural de Le Havre em França (1972).

Na década de 80, Niemeyer retornou ao Brasil, e cria o Memorial JK (1980), o Museu do Índio (1982) todos em Brasília. Em 1983, cria a Rede Manchete de Televisão, o Sambódromo do Rio de Janeiro (1984), o Panteão da Pátria na Praça dos Três Poderes em Brasília (1985), o Memorial da América Latina em São Paulo (1987), ganhou o Prêmio Pritzker de Arquitetura na cidade de Chicago.

Na década de 90 também foi de muitas produções, a criação do projeto do Museu de Arte Contemporânea, no Rio de Janeiro, o Parlamento da América Latina em 1991, o Monumento Eldorado Memória e o Museu da Arte Contemporânea de Niterói em 1996, o Parque do Ibirapuera e o Setor Cultural de Brasília.

Biografia de Oscar Niemeyer

Texto foi produzido para informar o máximo sobre a Biografia de Oscar Niemeyer.

Em 2000 foi a vez da criação do Auditório de Ravello, na Itália e a publicação de seu livro de memórias em Londres; projeta o Museu do Cinema Brasileiro no Rio de Janeiro, Museu Oscar Niemeyer em Curitiba e o Acqua City Palace, em Moscou. Em 2002 projeta também o Auditório Ibirapuera, cria em 2003 o Serpentine Gallery Pavillon, no Hyde Park, em Londres e, deu início a construção da Biblioteca Nacional e o Museu Nacional, no Setor Cultural de Brasília.

Também projeta o Monumento da Paz na cidade de Paris (2004), o Parque Aquático de Potsdam, na Alemanha e o Complexo Administrativo da Hidrelétrica de Itaipu (2005), dentre outras. No ano de 2010 projeta a Cidade Administrativa de Minas Gerais considerado o maior prédio suspenso do mundo e o projeto mais ousado de Niemeyer.

Em 2012, por problemas de saúde, Niemeyer é internado diversas vezes com desidratação, em dezembro do mesmo ano morre aos 104 anos de idade. Foi uma enorme perda, uma vez que as suas obras desenharam o Brasil e o mundo, os detalhes de cada uma acentua a leveza de suas construções. Possuidor de uma trajetória longa e rica, ganhou mídia e o cinema e, até hoje suas obras são apreciadas por todos.

Biografia de Oscar Niemeyer
5 (100%) 13 votes

Leave a Reply