Skip to content
Biografia Resumida

Biografia de Voltaire

Voltaire defendeu a liberdade de expressão, lutou contra as injustiças. Defendia a tolerância, mesmo que não concordasse, foi o amparo da minoria, descubra quem foi Voltaire nesse artigo.

O francês Voltaire criticou o sistema da igreja, era contra a intolerância, o clero e o poder que ele exercia sobre o povo.

Tinha por objetivo instaurar na sociedade a igualdade jurídica. Pois muitos nobres eram protegidos pela lei.

Ele foi símbolo do iluminismo, no qual foi o movimento que surgiu para acabar com os antigos pensamentos que só beneficiavam os poderosos.

Assim Voltaire foi uma figura essencial na história das sociedades modernas, descubra a seguir tudo sobre ele.

Voltaire
Foto: Reprodução.

Quem foi Voltaire?

Seu nome de batismo era François-Marie Arouet, Francês e nasceu no dia 21 do mês de novembro em 1694, na cidade de Paris.

Voltaire foi uma das figuras mais importantes do iluminismo, sendo considerado símbolo do movimento.

Foi um escritor e filosofo defensor da liberdade, entre todas as suas defesas estão como principais as seguintes:

  • Defesa da liberdade religiosa
  • Defesa do livre comércio
  • Liberdade de pensamento

Com uma vasta obra, publicou mais de 70 obras e possui mais de 20 mil manuscritos que defendia a reforma da sociedade, o fim das leis de censura, a igualdade jurídica.

Voltaire criava muitas polêmicas de deferia duras críticas a igreja e aos reis, queria o fim dos privilégios monárquicos, do clero e todos os benefícios e leis que protegiam essas classes.

Qual era a religião de Voltaire?

É conhecido por criticar muito a instituição católica, a igreja e muitos acreditavam que ele era Ateu, porém há uma confusão nessa suposição, pois os seus ataques eram direcionados ao clero e não a Deus.

Porém Voltaire era deísta, ou seja, ele acredita na existência de um poder maior que o ser humano, mas não nas religiões e instituições.

Acredita que o Deus das religiões foi criado pelo homem e que o único poder que possa existir, ainda não podemos compreender. Assim como os animais não compreendem o que é ser um humano, nós não podemos compreender o que é Deus.

Assim Voltaire criou toda sua obra, defendendo a liberdade de expressão e principalmente a religiosa. O que irritava muito a igreja, pois ele negava que a igrejas pudessem ser as representantes de Deus.

Biografia de Voltaire
Foto: Reprodução.

Principais teorias

Voltaire possuía mais de 70 livros publicados e 20 mil artigos sobre diversas teorias criadas a partir de suas observações, dentre as principais podemos destacar as seguintes:

Liberdade de expressão e igualdade de direitos

Certa vez, disse, toda ideia ou teoria poderia ser desafiada, essa frase mostra que não havia para ele, qualquer regra que não pudesse ser questionada e reavaliada. Já que as leis eram criadas em benefício da alta sociedade.

Pois a igreja, ou seja, o clero, e a monarquia, os reis, tinha poderes acima das leis, o que não era aceito por Voltaire, já que defendia que as regras deveriam ser iguais para todo mundo.

Defendia que a igualdade também deveria ser jurídica, afim de que, para a categoria dos nobres da sociedade, fossem impostas as leis que eram vigentes para a sociedade e acabando assim com diversas regalias.

Princípio Deísta e da liberdade religiosa

Voltaire foi considerado por muitos e principalmente pela própria igreja, como ateu, já que tinha duras críticas contra a instituição.

Porém, ele era deísta, ou seja, acredita na existência de um poder criador, como proveniente da natureza e da ciência, mas repudia os Deuses das igrejas. Defendeu durante sua vida e em suas obras que o clero abusava dos fiéis, com crenças sem fundamento.

Criava e publicava em suas obras diversas dúvidas, questionamentos e polemicas que faziam seus seguidores pensarem e refletirem contra as ações absurdas da igreja perante seus fiéis. Não ser da igreja era grave, era cabível de punições pós morte no inferno, um absurdo.

Como Voltaire Morreu?

O filósofo morreu em maio, no dia 30, em 1778 em Paris, a família tinha o desejo que seus restos mortais fossem enterrados na Abadia de Scellieres, porém o Bispo Troyes proibiu eu isso acontecesse.

Essa represália certamente foi resultado de uma vida inteira de ataque de Voltaire contra a igreja, seu costumes e benefícios exclusivos do clero. Porém mesmo que o desejo do bispo fosse esse, isso não ocorreu, por que a nota com a ordem chegou tarde e Voltaire foi enterro lá.

Frases de Voltaire

Confira algumas das principais frases de Voltaire:

  • “Os homens erram, os grandes homens confessam que erraram.”
  • “Devemos julgar um homem mais pelas suas perguntas que pelas respostas.”
  • “Todas as grandezas do mundo não valem um bom amigo.”
  • “Se Deus não existisse, seria preciso inventá-lo.”
  • “Como é duro odiar os que se gostaria de amar.”
  • “Uma coletânea de pensamentos é uma farmácia moral onde se encontram remédios para todos os males.”
  • “Uma discussão prolongada significa que ambas as partes estão erradas.”

Curiosidades

Livros históricos afirmam que o Bispo Troyes, que proibiu o enterro de Voltaire na Abadia de Scellieres, depois que não obteve sucesso na ordem, tentou destruir a Igreja onde estava os restos mortais de Voltaire.

Uma de suas frases se tornou bandeira no Direito, não concordo com o que você diz, mas lhe defenderei até a morte. A afirmação de Voltaire se refere a umas das principais ideias que ele defendia, a do direito à liberdade de expressão.

O filósofo não acreditava em milagres, defendia que uma força maior criava e geria tudo que há em nossos sistemas, mas que não haveria algo de especifico para um acontecimento milagroso somente.

No final de sua vida Voltaire disse que achava melhor todos acreditar em Deus, tornaria as pessoas boas e assim ele seria menos roubado ou enganado!

Antes de sua morte ele negou qualquer visita de padre, demonstrando o quanto ele não concordava em eles serem os representantes de Deus, em sua última escrita ele escreveu a seguinte frase:

  • “Morro adorando a Deus, amando meus amigos, sem odiar meus inimigos e detestando a superstição”.
Biografia de Voltaire
5 (100%) 3 vote[s]