Biografia de Gilberto Gil

O cantor, compositor, empresário, multi-instrumentista, produtor musical Gilberto Gil é considerado um dos maiores nomes de nossa cultura, música e política de todos os tempos.





O artista é completo e em todos os aspectos, seja no âmbito sócio- cultural como político ele se destaca perfeitamente e faz história.

Quem é Gilberto Gil

Gilberto Passos Gil Moreira nasceu em Salvador no dia 26 de junho de 1942 filho do médico José Gil Moreira e da professora primária Claudina Passos Gil Moreira.

A família morava inicialmente em Ituaçu que dista cerca de 450 Km da Capital e próximo ao nascimento do primeiro filho do casal, que seria o Gilberto Gil, se mudaram para a capital. Após o nascimento de Gilberto Gil a família volta para Ituaçu e vive ali durante toda a infância do mesmo.

A carreira artística nasceu sob a influência do maravilhoso mundo das letras e fantasias de escritores como Monteiro Lobato. Quando criança Gilberto Gil foi educado aos pés da tia – avó de prenome Lídia. Ali começou a ouvir música regionalista de improvisadores ao som do acordeom e acabou sentindo o desejo de aprender tocar o instrumento.

Na capital Salvador aos 09 anos de idade faz o ensino fundamental no Colégio Nossa Senhora da Vitória e incia, também, aulas de música, sobretudo, acordeom, na Academia de Acordeom Regina. O talento musical de Gilberto Gil era espantoso e deixa até os professores admirados. Foi neste ínterim que começa a escrever seus primeiros poemas, que, mais tarde seriam transformados em música.

O cantor entrou para a Faculdade de Administração na Universidade da Bahia e, enquanto isso se preparava ainda mais musicalmente. Neste período conhece a obra de Dorival Caymmi e muitos outros que lhe inspiram a dedicar-se no aprendizado de violão. Gilberto Gil se torna grande violonista e intérprete. No ano de 1964 se forma em administração e já começa a ingressar na carreira musical conhecendo muitos artistas.

Após casar-se com a primeira esposa Belina se muda para São Paulo onde passa a trabalhar na Gessy Lever. Não demoraria muito e a arte de Gilberto Gil o projetava a abandonar a empresa e viver apenas de música.

Ao lado de Caetano Veloso, Gal Costa, Maria Bethânia e muitos outros artistas esboçava um movimento cultural que culminaria no “Tropicalismo”. Em 1964 ao lado destes nomes da música, incluindo Tom Zé, inaugura o Teatro Vila Velha de Salvador. Neste período grandes composições de sucesso de Gilberto Gil surgiram aquecendo ainda mais o movimento.

Entre estes sucessos destacam-se “Decisão”, “Domingo no Parque”, “Iemanjá”, “Procissão” e muitas outras. Nos anos de 1966 e 1968 participou de alguns festivais e obteve êxito. A partir de 1968 ao lado da banda de rock psicodélico “Os Mutantes” realizou inúmeros shows e estiveram em muitos programas de TV para promover o movimento Tropicalista.

A partir de 1969 estava ficando cada vez mais difícil para Gilberto Gil e Caetano Veloso, além de outros artistas, prosseguirem no país promovendo sua arte musical. O Regime Militar passou a reprimir e o mesmo tratou de seu exílio. Foi nesta época que compôs “Aquele Abraço” que segundo ele era um adeus ao país.

O disco que esta música esteve presente foi lançado, conhecido como “Cérebro Eletrônico” e entrou em todas as paradas do país. Em 1969 com o exílio sendo uma realidade passou a realizar inúmeros shows ao lado de Caetano Veloso em Londres no Royal Festival Hall. A Europa ficou pequena para os dois artistas que conseguiram ser “endeusados” pelos europeus e considerados gênios da música.

No The Isle of Wight Festival Gilberto Gil cantou ao lado de Caetano Veloso para mais de 600 mil pessoas.

Naquele dia que contava com nomes consagrados da música como The Who, Joni Mitchell e o mito Jimi Hendrix, sua última apresentação inclsuive, os mais esperados e celebrados foram os dois baianos.

Neste período devido sua proximidade com grandes nomes da música na Europa e América ganhou um contrato com a Paramount Pictures e lançou um álbum em inglês.

Foi muito celebrado e aplaudido e fez com que sua carreira internacional decolasse.

O companheiro de música e amigo Caetano Veloso já estava no Brasil, retorndo de seu exílio, fato que Gilberto Gil o fez em 1972. Doravante estava consagrada e reconhecida a carreira de Gilberto Gil.

O cantor esteve presente em todas as transformações do país nos últimos anos, colaborou através da arte musical com inúmeros discos, composições e movimentos artísticos. Foi Ministro da Cultura, vereador pelo PMDB em Salvador, também foi filiado ao PV e militou em diversas causas sociais. São mais de 60 discos gravados e inúmeros singles ao longo da carreira.

Gilberto Gil tem 08 filhos sendo eles Nara de Aguiar Gil Moreira, Marília de Aguiar Gil Moreira (filhos do primeiro casamento com Belina de Aguiar Gil Moreira), Pero Gadelha Gil Moreira (baterista que morreu em 1990), Preta Maria Gadelha Gil Moreira, Maria Gadelha Gil Moreira (filhos de seu casamento com Sandra Barreira Gadelha Gil Moreira), Bem Giordano Gil Moreira, Isabela Giordano Gil Moreira e José Gil Giordano Gil Moreira (filhos do casamento com Flora Nair Giordano Gil Moreira).

Nos últimos anos (2015/2016) Gilberto Gil tem enfrentado problemas de saúde e se mantido internado. O cantor sofre de hipertensão arterial e problemas de insuficiência renal. Mesmo tendo que se internar todo mês no Hospital Sírio – Libanês em São Paulo, prossegue dedicando-se a projetos e a carreira musical.

Biografia de Gilberto Gil
5 (100%) 12 votes

Leave a Reply