Biografia de Fagundes Varela

Fagundes Varela foi um poeta de grande relevância a para a literatura brasileira.  Sua personalidade peculiar e seu estilo de vida influenciaram sua maneira de escrever. Sua produção é histórica e faz com que o autor tenha espaço na Academia Brasileira de Letras.





Varela adquiriu popularidade em função de alguns aspectos. O poeta teve uma infância rica. Seu pai era juiz e fazendeiro.

Varela viveu em cidades importantes. Esteve em capitais, como Rio de Janeiro, São Paulo e Recife. Ao mesmo tempo, também andava pelo interior do Rio de Janeiro.

Fagundes Varela

Foto: Reprodução

O poeta casou-se duas vezes. Em ambas as oportunidades, houve polêmica. Na primeira oportunidade, casou-se com uma artista de circo. Na segunda, contraiu matrimônio com sua prima.

Fagundes Varela ocupa o posto 11 na Academia Brasileira de Letras. Sua poesia retratava o início do Brasil como Império. Com forte teor nacionalista, o autor fazia parte da segunda geração do romantismo brasileiro.

Quem foi Fagundes Varela

Além do patriotismo, sua poesia trazia características como o lirismo amoroso, a pureza de sentimentos e a exaltação à natureza. Ao mesmo tempo, também trazia temas mais pesados, como a morte e o misticismo religioso.

Vamos conhecê-lo melhor? 

Fagundes Varela foi um poeta de larga inspiração, com vida boêmia agitada. Sua vida social pode ser definida como uma mistura de momentos de embriaguez e lucidez.

Em todo caso, ainda jovem foi capaz de oferecer uma poesia qualificada. Seu estilo apresentava tom indianista e pessimista.

Boêmio e religioso ao mesmo tempo, Fagundes Varela era um retrato de um Brasil sagrado e profano. Como seu amigo Castro Alves,  era um poeta com engajamento social cativo.

Os seus principais temas eram os seguintes:

  • Vida interiorana;
  • Lirismo amoroso;
  • Misticismo religioso;
  • Exaltação à natureza;
  • Morte;
  • Pessimismo violento.

Poeta da segunda geração do  romantismo e patrono da Academia Brasileira de Letras, Fagundes Varela estudou em duas faculdades.

O autor passou pela Universidade de São Paulo e na faculdade de direito na Universidade Federal de Pernambuco.  No entanto, não terminou os cursos.

Fagundes Varela é considerado um poeta extremamente relevante, haja vista a sua cadeira Academia Brasileira de Letras. Importante ressaltar ainda que o poeta dá nome a uma cidade no Rio Grande do Sul.

Vida e Juventude

Nascido no Rio de Janeiro, Fagundes Varela vivia às custas do pai. Tinha origens em uma família abastada. Seu pai era um juiz famoso.

Com uma infância familiar, inicia sua vida acadêmica em São Paulo. Casa-se cedo, com uma artista de circo.

No entanto, uma tragédia abala a sua vida. Sua mulher morre, assim como seu filho. Depois, volta a casar-se, desta vez com a sua prima. Seu estilo de vida era parecido com o estilo de vida de todo romântico. O poeta tinha uma vida errante.

Carregava consiga a inquietude e uma certa e verdadeira inadequação social.

Apesar de ter conhecimentos jurídicos , nunca se interessou em concluir o curso.  Preferiu tocar a vida boêmia.  Em alguns momentos, o poeta parecia meio sem rumo, sendo visto muitas vezes embriagado.

Biografia de Fagundes Varela

Biografia de Fagundes Varela. / Foto: Reprodução.

Principais obras de Fagundes Varela

A poesia de Fagundes Varela traz um teor nacionalista muito extenso. O estilo tem total relação com a independência do Brasil, que havia acontecido em 1822. O contexto de suas poesias era muito próximo daquela época.

Duas de suas principais obras são Cantos e fantasias e Vozes da América. Estes textos trazem um forte teor abolicionista e vinculado a uma finalidade social.

Seu estilo traz características de angústia e sofrimento, bem como aspectos amorosos e  ligados ao patriotismo.

No poema Cântico do Calvário, ele faz uma homenagem ao filho perdido (que faleceu aos 3 meses), com estrofes sinceras e muito profundas. Seus textos eram verdadeiramente intensos e sinceros, naquela obra.

Definido por ele mesmo como mistura entre Álvares de Azevedo, Casimiro de Abreu e Gonçalves Dias, o autor trazia as seguintes características literárias:

  • A sua poesia tinha relação com uma transição que havia entre a geração ultra-romântica de Álvares de Azevedo e o estilo condoreiro de Castro Alves.
  • Havia vários temas comuns ao romantismo daquela época. Características parecidas com de Casimiro de Abreu, com elementos como ingenuidade e uma paixão sem limites.
  • Seu estilo também tinha uma carregada religiosidade, assim como características vinculadas ao amor e a musa perfeita e idealizada.
  • Seu estilo mistura diversos tipos, que muitas vezes eram superficiais e com uma linguagem bastante simples. Em outros momentos, com bastante profundo e sincero como o cântico do Calvário relacionado ao filho perdido.
  • Curiosamente, Fagundes Varela gostava de exaltar a figura de Dom Pedro Segundo.

As suas principais obras foram as seguintes:

  • Noturnas (1861);
  • Cântico do calvário (1863);
  • O Estandarte auriverde (1863);
  • Vozes da América (1864);
  • Cantos e fantasias (1865);
  • Cantos meridionais (1869);
  • Canto do ermo e da cidade (1869);
  • Anchieta ou  evangelho na selva (1875);
  • Cantos religiosos (1878);
  • Diário de Lázaro (1880). 

Frases de Fagundes Varela

Veja algumas das principais poesias do escritor:

“A mais tremenda das armas,
Pior que a durindana,
Atendei, meus bons amigos:
Se apelida: – a língua humana!”

“Desde a quadra a mais antiga
de que rezam pergaminhos,
cantam a mesma cantiga
na floresta os passarinhos”

“O que eu adoro em ti, ouve, é tu’alma,
pura como o sorrir de uma criança,
alheia ao mundo, alheia aos preconceitos,
rica de crenças, rica de esperança.”

Morte

O poeta foi vítima de um acidente vascular cerebral, ainda jovem. Faleceu aos 33 anos, em Niterói. Naquela época, o poeta estava vivendo nas terras de seu pai, no Rio de Janeiro.

Gostou da biografia de Fagundes Varela? Então compartilha o post com seus amigos nas redes sociais e deixa seu comentário abaixo!!

Biografia de Fagundes Varela
5 (100%) 5 votes

Leave a Reply