Skip to content
Biografia Resumida

Biografia de Claude Monet

Oscar-Claude Monet é amado por suas séries de pinturas a óleo retratando lírios d’água, jardins serenos e passarelas japonesas.

O pintor francês manipulou a luz e a sombra para dar vida a paisagens de uma maneira inovadora.

claude monet
Foto: Reprodução.

Remontando a cena artística tradicional no final do século XIX, é considerado o pai do impressionismo francês. Leia o artigo até o final para conhecer um pouco mais sobre esse grande ícone da arte.

Quem foi o artista Claude Monet?

Monet foi a figura chave do movimento impressionista. Na verdade, foi uma pintura sua que nomeou o movimento.

Suas inovações no estudo da cor e da luz causaram tanta admiração quanto rejeição. Mas, como se sabe, ele estava à frente de seu tempo, sendo considerado inovador e um pintor de grande sucesso.

Cartunista desde criança, ele já pintava paisagens marinhas, algo que lhe agradava muito, pois podia trabalhar ao ar livre. Com 19 anos, viajou para Paris para começar seus estudos, sendo financiado por sua família.

Mas quando Claude Monet foi chamado para o serviço militar, eles não quiseram pagar pela substituição.

Não a menos que ele saísse do trabalho horrível que tinha.  Foi então que o artista precisou ir para a Argélia.

Um ano depois, sua tia acabou pagando e Monet retornou à França. Viajou pela Europa, aonde veio a se apaixonar pelas diferentes luzes em diferentes horas do dia.

No Reino Unido, ele descobriu Turner, que o marcou como ninguém fez. Começou a tentar capturar a essência de suas obras em tinta, através de manchas.

Foi assim que nasceu um dos maiores artistas já conhecidos, embora suas ideias fossem modernas demais para a época.

Onde e quando nasceu o artista Claude Monet

Claude Monet nasceu em 14 de novembro de 1840, no quinto andar da 45 rue Laffitte, no 9º distrito de Paris .

Ele foi o segundo filho de Claude Adolphe Monet, empresário, e Louise Justine Aubrée Monet, cantora.

Em 20 de maio de 1841, ele foi batizado na igreja paroquial, Notre-Dame-de-Lorette, como Oscar-Claude. No entanto, seus pais o chamavam simplesmente de Oscar.

Apesar de ser batizado como católico, ele acabou se tornando um ateu.

Quando Claude Monet começou a pintar

Em primeiro de abril de 1851, Monet ingressou na escola secundária das artes de Le Havre. Primeiro, o artista ficou conhecido localmente por suas caricaturas de carvão, que ele vendia por dez a vinte francos.

Claude Monet também realizou suas primeiras aulas de desenho com Jacques-François Ochard, ex-aluno de Jacques-Louis David.

Nas praias da Normandia, por volta de 1856 e 1857, ele conheceu o colega Eugène Boudin. Este, se tornou seu mentor e o ensinou a usar tintas a óleo.

Foi Boudin quem ensinou técnicas de “en plein air” (pintura ao ar livre) para Monet praticar em suas pinturas. Foi então que ele, efetivamente, começou a pintar.

Qual a importância de Claude Monet para o impressionismo?

Monet foi o precursor do movimento da arte impressionista. Suas pinturas são reconhecidas como os exemplos mais puros desse estilo.

A importância que tem se reflete nos altos preços alcançados por suas pinturas a óleo.

O artista lançou os alicerces da pintura tida como moderna. O pincel que produziu suas obras não procurou anunciar uma história ou instruir moral ao seu espectador.

Ele imprimiu as telas com base nas sensações experimentadas pelo olho.

Pelo legado artístico, diz-se que as pinceladas pontilhistas que o artista pintou, são a base originária da arte moderna pictórica.

Qual o estilo de pintura de Monet?

claude monet
Foto: Reprodução.

A característica comum das obras impressionistas de Claude Monet é a tentativa de capturar a natureza como ela é.

Isso ele faz a cada momento, incutindo em suas telas uma sensação especial do que enxerga com a alma.

Para que as paisagens fossem visivelmente impressionistas, elas tinham que ser pintadas do começo ao fim ao ar livre. Também deveriam ser interrompidas quando os efeitos da luz mudavam.

Para apresentar corretamente tais efeitos implícitos, o artista pintava cores puras sem tonalidades.

Nas primeiras obras impressionistas, ele ainda usou preto nas áreas sombreadas. No entanto, logo descartou o tom em sua pureza, por não ser algo composto.

As sombras deviam ser apresentadas em uma combinação de cores, como aparecem em “Hotel black roses in Trouville (1870)”. Nada de preto/marrom como havia sido feito durante séculos.

Seu interesse estava na sutileza da iluminação característica de Londres, cuja poluição transformava dias ensolarados em nebulosos.

Um fato interessante é que os anos 80 foram considerados um período de crise para o impressionismo.

A resposta de Monet à essa crise foi sua busca por efeitos complexos e naturais em paisagens de neve norueguesas. Também aplicou tal técnica em cores brilhantes e vivas da costa mediterrânea francesa.

Os primeiros anos de 1890 trouxeram inovações significativas para a obra do pintor. As séries que compuseram essas contemporaneidades foram: Almiares (1891) e a Catedral de Rouen (1892 a 1894).

Cada uma tenta representar um tema diferente nas diferentes condições de iluminação. Estas eram características de cada momento do dia ou estavam em ambíguas condições atmosféricas.

O trabalho de Claude Monet durante a velhice representa a superação da esperança e a transcendência da existência.

Monet doou a série de várias telas grandes feitas no período 1914 a 1916 para o Estado francês. Estas pinturas são exibidas em duas salas circulares do museu Orangerie de Tuileries em Paris.

Elas representaram para o artista o triunfo da paz após a Primeira Guerra Mundial. Também são uma expressão final dos ideais impressionistas explorados por Monet por sessenta anos.

Morte

Os últimos anos da vida de Claude Monet trouxeram crise e mudança. Em 1909, Alice, sua esposa, desenvolveu leucemia mielogênica.

E, quando sua devotada companheira morreu em 19 de maio de 1911, o pintor ficou inconsolável.

O ano seguinte trouxe mais notícias esmagadoras. A dificuldade com a visão que havia descartado por muito tempo como fadiga ocular, foi diagnosticada como catarata dupla.

Com medo de ter seu sentido mudado drasticamente, Monet se recusou a passar pela operação recomendada até julho de 1920.

Claude Monet morreu de esclerose pulmonar em 3 de dezembro de 1926, aos 86 anos. Ele deixou instruções para um funeral simples, e o único tributo em seu caixão era um feixe de trigo.

Quanto custa um quadro de Monet?

Obviamente, pela importância de seu nome no cenário artístico, as obras de Monet valem milhões de dólares.

Para se ter uma ideia, em 2014, um de seus quadros foi leiloado em Londres por 31,72 milhões de libras. Essa quantia é algo em torno de 164 milhões de reais.

Já em 2016, foi batido o recorde de valor para sua obra. Claude Monet teve um quadro seu vendido por 81,6 milhões de dólares, quase 323 milhões de reais.

 

Biografia de Claude Monet
5 (100%) 2 vote[s]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *