Skip to content
Biografia Resumida

Biografia de Vincent van Gogh

Vincent Van Gogh foi um artista marcado pelo fracasso e faleceu sem saber que as suas obras fariam tanto sucesso, tornando-se entre as mais caras do mundo.

Conheça nesse artigo quem foi Vincent Van Gogh e esclareça as suas dúvidas e curiosidade sobre esse ele.

Quem foi Vincent Van Gogh

O pintor holandês Vincent Willem van Gogh, conhecido apenas por Vincent van Gogh nasceu no dia 30 de março de 1853, seu pai Theodorus van Gogh era pastor e sua mãe Cornélia apresentava habilidades artísticas.

Considerado como uma criança difícil e antissocial, Van Gogh costumava andar sozinho pelos campos, não gostava de brincar com outras crianças, isso incluía também o seu irmão Theo e suas irmãs mais novas.

Sobre a vida escolar deste personagem pouco é conhecido, no entanto, sabe-se que a sua mãe o incentivou a desenhar e a pintar desde jovem.

Ele possuía um tio em Haia considerado bastante próspero ao trabalhar como negociante de arte, era sócio de uma importante empresa internacional que comerciava obras e livros chamada de Galeria Goupil, com sede em Paris, França.

Aos 16 anos Vincent Van Gogh foi morar com o tio que lhe ofereceu um trabalho no escritório de Haia, do qual ele atuou por um período de 4 anos, permanecendo brevemente na filial de Bruxelas.

No ano de 1873, Van Gogh recebeu uma transferência para Londres, na atual moradia acabou se apaixonando pela filha de sua senhoria que não correspondeu aos seus sentimentos.

Por causa da decepção amorosa a sua vontade de trabalhar foi abalada o que resultou em sua demissão.

Em 1874, Van Gogh aos 21 anos foi à casa de seu irmão Theo em Paris. Ainda abalado pelo romance que não havia dado certo, ele passou muito tempo em casa e usava seu tempo livre para meditar na Bíblia.

Apesar de estar familiarizado com o mercado de arte, Van Gogh não havia percebido que uma revolução na pintura estava próxima de despontar na cidade. Essa revolução ficou conhecida como Impressionismo.

No ano de 1876, ele retornou à Inglaterra assumindo a função de assistente numa escola particular de Ramsgate, porém o seu trabalho não era remunerado.

Após um período a escola se mudou para Londres, neste lugar Van Gogh foi confiado de realizar a cobrança das taxas escolares que estavam atrasadas em regiões pobres da cidade. Ao se deparar com a miséria urbana, Van Gogh ficou muito abalado, isso fez com que ele desistisse de realizar as cobranças e pedisse sua demissão.

Após conhecer a pobreza em que muitas pessoas viviam, Vincent Van Gogh sentiu o desejo de seguir a mesma direção religiosa do seu pai, passando a ser pregador-assistente de um pastor metodista.

Sua atuação como pregador-assistente o deixou muito feliz, o que resultou na sua volta para a Holanda, no intuito de seguir formalmente o ministério.

Conhecendo o filho, os pais de Van Gogh não acreditaram na sua vocação para o ministério. As dúvidas se provaram verdade, logo que ele desistiu um ano depois de iniciar os estudos.

Mesmo não continuando com o ministério formal, ele ainda sentia o desejo pela pregação. Aos 25 anos, mudou-se para Borinage, um distrito localizado ao sul da Bélgica, no qual atuou como missionário evangélico.

A miséria que ele encontrou nesse território era maior que aquela vista em Londres, nesse lugar Van Gogh abriu mão de suas roupas de inverno e ficou sem comer. Foi a dedicação em excesso e o estado da sua aparência que causou espanto nos seus superiores, acabando por causar em sua dispensa.

Posteriormente a esse período difícil, Van Gogh entrou em uma intensa crise existencial que fez com que ele chegasse a solução de seria um artista.

Ele retornou a casa dos pais e passou a se dedicar a pintura, no qual durante alguns meses o deixou muito feliz, contudo, os problemas de instabilidade afetavam o seu comportamento. Um desentendimento com o seu pai acabou na sua saída de casa.

O irmão de Van Gogh foi quem o apoiou enviando uma pequena quantia em dinheiro como mesada, apesar deste ganhar um salário baixo.

No ano de 1880, se deslocou para Bruxelas, e através da mesada que seu irmão mandava, estudou anatomia e perspectiva. Em 1881 mudou-se para Haia, onde acabou sendo recebido pelo pintor Mauve.

Em 1882, Van Gogh pintou o seu primeiro quadro a óleo. No ano de 1883, voltou para a casa dos seus pais, lugar em que continuou pintando.

Biografia de Vincent van Gogh
Veja tudo sobre a vida de Vincent van Gogh (Foto: Reprodução).

Frases de Vicent Van Gogh

Veja abaixo uma lista com algumas das principais frases já ditas pelo artista Vicente van Gogh:

  • “Acredito cada vez mais que não se deve julgar o bom Deus por este mundo, pois foi um estudo dele que saiu errado.”
  • “Procura compreender o que dizem os artistas nas suas obras-primas, os mestres sérios. Aí está Deus.”
  • “Não tenho certeza de nada, mas a visão das estrelas me faz sonhar.”
  • “Grandes coisas não se fazem por impulso, mas pela junção de uma série de pequenas coisas.”
  • “Se você perdeu dinheiro, perdeu pouco. Se perdeu a honra, perdeu muito. Se perdeu a coragem, perdeu tudo.”
  • “Quem não é senhor do próprio pensamento não é senhor de suas ações.”
  • “Prefiro morrer de paixão a morrer de tédio.”

Obras de Van Gogh

Alguns das obras de Van Gogh foram:

  • Os Comedores de Batata (1885);
  • Pai Tanguy (1887);
  • Auto Retrato (1887);
  • Quarto em Arles (1888);
  • A Casa Amarela (1888);
  • Girassóis (1888);
  • Terraço do Café na Praça do Fórum (1888);
  • Noite Estrelada (1889);
  • A Ronda dos Prisioneiros (1890);
  • A Igreja de Auvers (1890).

Sua morte

Van Gogh pintava com frequência e não demonstrava nenhum problema de saúde.

No entanto, após visitar o seu irmão em Paris, ele descobriu que Theo estava muito preocupado com a questão financeira. Isso fez com que Van Gogh percebesse que a mesada recebida, acabava por dificultar a vida de seu irmão.

Em 1890, Van Gogh encontrava-se atormentado e perturbado, isso fez com que ele resolvesse sair a um passeio com uma arma para atirar nas gralhas, contudo, ele acabou por atirar em seu peito.

Após essa ação ele ainda retornou cambaleando para casa, porém Van Gogh não resistiu ao tiro e morreu nos braços de Theo, seu irmão.

Curiosidades e fatos sobre o artista

  • Apesar de haver contradições, é dito que Van Gogh em vida vendeu somente uma de suas obras;
  • Durante a sua vida, Vincent Van Gogh escreveu mais de 750 cartas ao seu irmão. Através delas ele expressou o processo criativo, o relacionamento com o irmão Theo e os poucos amigos, como também o avanço de sua loucura;
  • Ao perceber que não estava indo bem na escola de teologia, Van Gogh se automutilava como uma madeira como forma de punir a si mesmo;
  • Os relacionamentos do artista com as mulheres foram difíceis e curtos;
  • O pintor foi marcado pelo fracasso e faleceu sem saber que as suas obras iriam fazer sucesso e estariam entre as mais caras do mundo.

Gostou da biografia de Vincent van Gogh? Então compartilha este post com seus amigos nas redes sociais e deixa seu comentário abaixo com sua avaliação sobre o post.