Skip to content
Biografia Resumida

Biografia de Victor Hugo

Victor-Marie Hugo nasceu em 26 de fevereiro de 1802, em Besançon. Sua mãe, Sophie Trébuchet, católica fervorosa, e seu pai Joseph Léopold Sigisbert Hugo, um general do exército napoleônico já tinham outros dois filhos.

O dramaturgo teve uma infância de muitas viagens devido ao trabalho de seu pai. Sua educação foi dividida entre tutores e escolas particulares.Todos o consideravam um prodígio.

Com 15 anos, ele é premiado pela Academia Francesa por um de seus poemas.

Quem foi Victor Hugo

Victor Hugo passou grande parte de sua infância em Paris, vivendo com seus irmãos e sua m~e, que havia cansado das viagens e da infidelidade de seu marido. Como sua mãe tomou conta de sua educação nesse período, seus trabalhos iniciais mostram a paixão pela monarquia e pela fé. Somente mais tarde, quando se inicia a Revolução de 1848, ele começa a duvidar de seus ensinamentos da infância e passa a defender o republicanismo e o livre-pensamento.

Casou-se com sua amiga de infância, Adèle Fourche, em 12 de outubro de 1822. O livro Hans da Islândia não alcança o sucesso desejado e, um ano após seu casamento, seu primeiro filho morre, causando um período de instabilidade pela primeira vez na vida do autor. 1824 foi o ano de nascimento de sua primeira filha, Leopoldine, restaurando as forças de Victor. Posteriormente, a morte prematura dela o leva ao espiritismo.

Obras de Victor Hugo

Juntamente com seus irmãos, fundou em 1819 a revista “Le Conservateur Littéraire”. No mesmo ano ganhou o concurso de uma instituição literária francesa, a Académie des Jeux Floraux.

Dois anos mais tarde, Victor Hugo publica seu livro de poesias, “Odes et poésies diverses”. Essa publicação lhe rendeu uma pensão, que foi concedida por Luís XVIII. No ano seguinte, “Han d’islande”, seu primeiro romance, é lançado.

Aos 23 anos, Victor recebe o título de Cavaleiro da Legião de Honra. Nesta mesma época, cria o Cenáculo e tornou-se líder de um grupo de escritores. Em 1825, o lançamento de sua segunda coletânea de poemas marca o início de uma época de intensa criatividade.

Em 1831, O corcunda de Notre Dame foi publicado. Logo foi traduzido para vários idiomas através da Europa e muitos ainda o consideram o melhor e mais simbólico livro do dramaturgo.

Essa obra teve tanta influência que levou os parisienses a reformarem a então negligenciada Catedral de Notre-Dame. Muitos turistas passaram a visitar a cidade e a Catedral graças a sua novela. Em 1841, a obra lhe rende uma nomeação a membro da Academia Francesa.

Porém foi o prefácio de seu drama, Cromwell o responsável pela grande virada na vida de Victor. Aqui ele defende, entre outras coisas, a coexistência do sublime e do grotesco.

O sucesso desse trecho concede a Hugo o papel de principal líder do romantismo na França.

Ele sofreu com a censura em algumas de suas obras quando passou a escrever de forma mais liberal. Seu trabalho passou a dividir muitas opiniões, já que os jovens se agradavam com seus pensamentos, mas nem tanto aos mais velhos.

Algumas peças foram inclusive acusadas de tirar sarro da monarquia da época e censuradas.

As principais obras de Victor-Marie Hugo

Victor teve muitas obras publicadas, mas vamos nos concentrar em suas principais obras. O autor ainda teve 17 obrar póstumas.

  • Odes et Poèsies Diverses (1822)
  • Cromwell (1827)
  • O último dia de um condenado à morte (1829)
  • O corcunda de Notre Dame (1831)
  • Napoléon le petit (1852)
  • Les misérables (Os miseráveis) (1862)
  • Religions et religion (1880)
  • Les quatre vents de l’esprit (1881)

O que Victor Hugo fez pelo romantismo

Em 1825 é formada a Escola Romântica, cujo líder natural é Victor Hugo. Com o prefácio de Cromwell, ele ajuda a definir o Romantismo, colocando os fundamentos do teatro romântico nele. O que o autor buscava era a liberdade de expressão, o livre-espírito, e é isso que vemos no movimento Romântico. Ele amplia a visão poética através de um vocabulário forte e vasto. Ele torna a língua clássica algo concreto, mantém os versos de 12 sílabas, mas os torna flexíveis.

O Romantismo abriu as portas para o lirismo pessoal, visto que o foco do Romantismo é no eu pessoal, e não no eu racional como era no realismo. Ele lutou por essa nova estética que viria a definir o movimento Romântico francês.

Ele não somente ajudou a iniciar o movimento Romântico como também abriu as portas para a poesia moderna. Ele foi um dos maiores, se não o maior, dramaturgo Romântico da história.

Sua morte

Victor-Marie Hugo faleceu em 22 de maio de 1885, aos 83 anos de idade. Antes de sua morte, Ele viu seus filhos, sua esposa e mesmo sua amante falecerem.

Seguindo seu último desejo, ele foi enterrado em um caixão simples, e enterrado no Panthéon. Ficou exposto sob o Arco do Triunfo por vários dias, e estima-se que cerca de 1 milhão de pessoas prestarão suas últimas homenagens. No dia de sua morte, as prostitutas de Paris ficaram de luto.

Curiosidades

  • Teve várias amantes ao longo de sua vida, sendo Juliette Drouid a mais famosa;
  • Seu irmão, Eugiène era apaixonado pela mulher com quem ele casou e teve que ser internado em um hospício após o casamento, visto que enlouqueceu. Ele faleceu alguns anos depois devido a sua loucura extrema;
  • Victor se tornou espírita após a perda trágica de sua filha Leopoldine e seu genro, que morreram acidentalmente no Sena;
  • Ele viveu em exílio em Jersey, Guernsey e Bruxelas durante o segundo império, em oposição a Napoleão 3º. Ele foi ainda um dos únicos a recusar anistia algum tempo depois;
  • Para Hugo, ensinar significa mostrar ao povo o futuro, mostrar a eles o progresso.
  • Foi enterrado em um caixão simples no Panthéon, após ficar vários dias exposto sob o Arco do Triunfo.
Biografia de Victor Hugo
5 (100%) 1 vote[s]