Skip to content
Biografia Resumida

Biografia de Pedro Bandeira

Pedro Bandeira é um escritor brasileiro que ficou conhecido por uma de suas obras, o livro “A droga da obediência”, o qual fora inclusive premiado no país.

A literatura brasileira é aclamada desde sempre, o país já abrigou e abriga grandes personalidades literárias.

Apesar de que o habito de leitura não está entre os principais dos brasileiros, existem atualmente diversos autores que precisam ser conhecidos.

O autor tem atualmente 77 anos, mora em uma chácara no estado de São Paulo e continua a produzir seus livros.

Conheça a seguir um dos maiores escritores infanto-juvenil do Brasil, Pedro Bandeira!

Quem é Pedro Bandeira

Pedro Bandeira de Luna Filho é um escritor brasileiro que nasceu em 09 de março de 1942, em Santos-SP. Ele não chegou a conhecer seu pai, pois o mesmo faleceu seis meses antes de seu nascimento.

Pedro Bandeira viveu em Santos com sua família, estudou em uma escola do Grupo Escolar de São Leopoldo durante os anos iniciais e depois foi para o Instituto de Educação Canadá.

Com apenas 16 anos de idade, o escritor começou a participar de um grupo de teatro amador em sua cidade natal. Aos 19 anos, mudou-se para São Paulo para estudar Ciências Sociais na Universidade de São Paulo- USP.

Enquanto estudava, ele fez teatro e conseguiu um emprego na Editora Abril, onde escrevia para algumas das revistas do grupo.

Depois de formado, Pedro Bandeira começou a escrever para outras revistas como free-lance, dava aula e também chegou a ser apresentador de telejornal, diretor e até mesmo cenógrafo.

Em São Paulo, ele se casou (Lia Bandeira), teve três filhos homens (Rodrigo, Marcelo e Maurício) e atualmente tem 6 netos (4 meninas e 2 meninos) e mora em um sitio no interior de São Paulo.

Qual a profissão de Pedro Bandeira

Pedro Bandeira não tem uma profissão definitiva, mas sempre atuou no universo criativo. Sua formação é em Ciências Sociais, mas sempre se interessou por jornalismo e teatro.

Como já informado, ele atuou como professor, jornalista, diretor, atuou em peças de teatro, cenógrafo e posteriormente como escritor infanto-juvenil e palestrante, sendo essas suas profissões definitivas.

No Brasil, Pedro Bandeira é o autor que mais vende no gênero literatura infanto-juvenil.

Como Pedro Bandeira se tornou um escritor

Pedro Bandeira se tornou escritor por influência e apoio de sua uma das suas professoras na USP. Marisa Lajolo reconheceu o talento de Pedro e disse que ele deveria investir na área, foi então que ele escreveu seu primeiro livro.

O Dinossauro que fazia au-au” foi um sucesso e desde então Pedro Bandeira se tornou oficialmente um escritor.

Depois do primeiro livro, ele escreveu uma coleção que narrava as aventuras de um grupo de adolescentes, que ficaram conhecidos como “os karas”.

Pedro Bandeira é fortemente influenciado por sua esposa (que era educadora e especialista em psicologia infantil) e com isso consegue construir suas histórias, atendendo as expectativas e entendendo seu público alvo.

Dessa forma, Pedro Bandeira consegue entender as figuras importantes na construção do imaginário infantil.

Ele recebeu o Prêmio Jabuti (1986), a Honra ao Mérito Braz Cubas (2012) e diversos outras premiações.

Trabalhos realizados pelo Pedro Bandeira

Dentre os trabalhos realizados por Pedro Bandeira destacam-se:

  • Escreveu mais de 30 livros;
  • Trabalhou como diretor de teatro;
  • Trabalhou no Jornal Ultima hora;
  • Trabalhou nas editoras Abril e Saraiva;
  • Fez inúmeras palestras e participou de discussões sobre os rumos da literatura do Brasil;
  • Recebeu dois dos mais importantes prêmios da literatura brasileira;
  • Fez diversos comerciais para a televisão.

Principais Obras

Dentre as principais obras de Pedro Bandeira, destacam-se:

  • O Dinossauro Que Fazia Au-Au (publicado em 1983);
  • A Droga da Obediência (publicado em 1984);
  • A Marca de Uma Lágrima (publicado em 1985);
  • O Fantástico Mistério de Feiurinha (publicado em 1986);
  • Pântano de Sangue (publicado em 1987);
  • Anjo da Morte (publicado em 1988);
  • Agora Estou Sozinha (publicado em 1988);
  • A Droga do Amor (publicado em 1994);
  • O Mistério da Fábrica de Livros (publicado em 1994);
  • O Grande Desafio (publicado em 1996);
  • Prova de Fogo (publicado em 1996);
  • Brincadeira Mortal (publicado em 1996);
  • Gente de Estimação (publicado em 1996);
  • O Pequeno Fantasma (publicado em 1998);
  • Droga de Americana! (publicado em 1999);
  • Por Enquanto Eu Sou Pequeno (publicado em 2002);
  • Como conquistar essa garota (publicado em 2002)
  • Alice no País da Mentira (publicado em 2005);
  • Histórias Apaixonadas (publicado em 2006);
  • Aqueles olhos verdes (publicado em 2011);
  • Pânico na Escola (publicado em 2013);
  • A Flecha Traiçoeira (publicado em 2017);
  • As Cores de Laurinha (publicado em 2019).

Frases

Contudo, conheça a seguir algumas das principais frases de Pedro Bandeira:

– “Amores sempre vêm e vão, mas nunca vêm em vão”;

– “Feito um defeito, o amor chega e realiza seus feitos”;

– “Um pai chega a fazer sacrifícios pra comprar um tênis da grife para o filho e acha ruim gastar vinte reais em um livro. Infelizmente ainda temos uma sociedade que acha mais importante investir no pé do que na cabeça do filho”;

– “O futuro só tem valor se nele podermos garantir a perpetuação do passado”;

– “Eu sou um produto do livro. Eu sou um produto da leitura”;

– “Ah, se todos os erros fossem licenças poéticas!”;

– “Mais vale um fim trágico do que uma tragédia sem fim…”.