Biografia de Jorge Amado

Jorge Amado é uma das grandes referências da literatura brasileira. O baiano, nascido em Itabuna, foi capaz de levar gerações ao imaginário da Bahia de sua época, com textos brilhantes.





Lendário representante cultural da Bahia, Jorge Amado é uma verdadeira marca cultural do estado. O autor foi capaz de estabelecer um novo padrão de qualidade para a literatura da Bahia, aumentando a rica história desse estado neste tema.

Jorge Amado viveu em vários países, esteve preso e foi membro da Academia Brasileira de Letras. Sua história é indiscutível e sua importância idem.

Marido da também escritora Zélia Gattai, escreveu (literalmente) seu nome, dentre os mais importantes e influentes intelectuais da história do país.

Amado é um dos grandes representantes do modernismo brasileiro. Sua obra é mundialmente conhecida, extremamente vitoriosa. O baiano conseguiu que seus livros fossem publicados em 49 idiomas, uma marca impressionante.

Outra de suas proezas é a sua impressionante capacidade de vendas. Trata-se do segundo autor brasileiro com maior quantidade de livros vendidos, em todo o mundo.

Vamos conhecer melhor a sua história e o seu legado para a cultura nacional?

Jorge Amado

Foto: Reprodução

Quem foi Jorge Amado?

O famoso autor baiano Jorge Amado foi um verdadeiro fenômeno de vendas. Autor de diversas obras literárias de extrema relevância para a literatura brasileira, Jorge Amado teve seu trabalho utilizado em diversas adaptações para televisão e filme.

Com uma característica bastante peculiar, o autor baiano foi capaz de reproduzir com maestria diversos cenários que eram bastante recorrentes no cotidiano. A Bahia era retratada com muita habilidade, em seus trabalhos. A sua visão a respeito da perspectiva baiana sempre fez sucesso.

Desta forma, Jorge Amado foi o responsável pela produção de diversos sucessos, como Gabriela, Cravo e Canela, dentre outros. Sua obra vasta é extremamente valorizada não só na Bahia, mas no Brasil como um todo.

Aliás, pode-se dizer que esta é uma afirmação modesta. Jorge Amado apresenta um legado conhecido em todo o mundo, indiscutivelmente.

O escritor foi um verdadeiro ícone cultural em sua vida, interessando-se pela arte e sempre se inspirando em cidades por onde passava. Foi assim nas cidades da Bahia, também no Rio de Janeiro e até mesmo em Paris e Buenos Aires.

Biografia de Jorge Amado

Foto: Reprodução

Juventude e vida

Nascido em Itabuna, na Bahia, Jorge Amado se consolidou como um dos maiores escritores brasileiros de todos os tempos. As suas obras foram muito utilizadas em vários tipos de ambientes culturais.

Aos 14 anos, Jorge Amado foi para Salvador e começou a produzir bastante. Suas obras literárias eram publicadas em revistas, de fabricação própria. A seguir, o autor optou pela viagem para o Rio de Janeiro, onde fez o curso de Direito.

Sua esposa, Zélia Gattai, também conseguiu obter um protagonismo impressionante, ao ficar marcada na história cultural da Bahia e do Brasil.

As suas mídias mais usadas em adaptações foram a televisão e cinema. Ambos foram muito utilizados. Quanto a obras usadas, Tieta do Agreste e Tenda dos Milagres são dois dos principais exemplos.

As suas obras foram traduzidas em mais de 45 idiomas. No que se refere a número de vendas, apenas Paulo Coelho superou a sua capacidade.

Além de autor, Jorge Amado também teve vida política. Ele também foi eleito deputado federal. Sua obra apresenta muitos elementos vinculados às raízes e características da cultura nacional.

O seu texto representa vários temas, como o folclore, a política, as crianças, dentre outros aspectos. Amado gostava de ressaltar a sensualidade do povo do Brasil.

Assim como a sua esposa, possuiu um lugar reservado na Academia Brasileira de Letras.

Amado esteve exilado em outros países, como Uruguai, Argentina e França. Foi escritor profissional, viveu quase que exclusivamente dos direitos autorais relacionados aos seus livros, demonstrando a capacidade de sua obra.

Livros de Jorge Amado

Algumas das principais obras de Jorge Amado foram:

  • Dona Flor e Seus Dois Maridos;
  • Gabriela, Cravo e Canela;
  • Capitães de Areia;
  • Mar Morto;
  • Tieta do agreste;
  • Jubiabá;
  • Tenda dos milagres (conta a história do herói Pedro Arcanjo);
  • O país do carnaval.

Como Jorge Amado morreu?

O autor foi vítima de uma parada cardíaca, aos 88 anos. O escritor estava na cidade de Salvador, Bahia. Jorge Amado faleceu em 2001.

O autor já vinha sofrendo, em decorrência de alguns problemas de saúde, nos anos anteriores ao seu falecimento.

O autor morreu com o seu trabalho já bastante reconhecido e respeitado, tanto pela crítica especializada como pelo público.

200px-Jorge_Amado,_1935

Foto: Reprodução

Curiosidades

O Legado de Jorge A. é tão significativo que ele foi capaz até de ser reconhecido por formas não muito usuais. A faculdade Jorge Amado, por exemplo, é prestigiada.

O autor era também integrante da Academia das Ciências de Lisboa.

Jorge Amado teve a capacidade de fazer com que fosse reconhecido internacionalmente. Ele é um dos maiores escritores da segunda geração brasileira do modernismo.

Jorge Amado também teve seu momento como repórter. No início, era jornalista. Suas obras tinham perfil regionalista, capaz de oferecer denúncias.

A seguir casa-se em 1945 com a também escritora Zélia Gattai. Jorge Amado foi preso duas vezes, em 1936 e 1937.

Jorge Amado foi capaz de obter grande sucesso, tanto com o seu público como a crítica especializada. Ambos sempre foram muito favoráveis a sua obra.

Jorge Amado foi perseguido em função de suas obras, durante a década de      30 e algumas de suas obras foram queimadas pelos militares.

Gostou da biografia de Jorge Amado? Então compartilha o conteúdo com seus amigos nas redes sociais e deixa seu comentário abaixo!

Biografia de Jorge Amado
5 (100%) 9 votes

Leave a Reply