Skip to content
Biografia Resumida

BIografia de Afrodite

Afrodite é uma importante personagem da mitologia grega. Ela era a deusa da beleza, sexualidade e do amor.

Como era a personificação do ideal de beleza para os gregos, ela foi inspiração para muitos artistas durante a época do Renascimento.

Esta deusa era cultuada em muitas cidades da Grécia antiga, principalmente nas cidades de Atenas, Corinto e Esparta. Como estava ligada aos prazeres carnais, Afrodite era a protetora das prostitutas.

Pode-se dizer que ela teve também a sua versão na mitologia romana, representada pela deusa Vênus.

Afrodite
Foto: Reprodução.

Quem foi Afrodite na história?

Há duas versões para o nascimento desta deusa.

Na primeira delas, Afrodite teria nascido na Ilha de Creta, a partir da união de Zeus, que era o deus dos deuses, e da deusa Dione, que era a deusa das ninfas.

Já na segunda verão, e também a mais popular entre os gregos. Ela diz que ela teria nascido quando Cromos (o mais jovem e mais forte dos titãs) castrou o pai Urano (deus da terra) jogando seus órgãos genitais no mar. Resultando no nascimento de Afrodite.

Ela teve então um casamento arrajando por Zeus, com Hefesto, que era o deus do fogo. Mas nenhum filho nasceu desta união. Afrodite então passou a ter amantes, que eram homens mortais, como Adônis, Ares e Anquises, tendo muitos filhos.

Depois de algum tempo de casada, ela acabou se apaixonando por Ares, que era o deus da guerra. A partir desta união fora de seu casamento, ela teve 7 filhos.

Quando o seu marido, Hefesto, descobriu a sua traição com Ares, ele decide aprisioná-los em uma rede mágica, de malha inquebrável. Em seguida, ele os leva até os deus para poder humilhá-los, mas os deuses apenas riem dos dois pelados.

Afrodite também teve outros amantes deuses, como Hermes (deus mensageiro), Apolo (deus da luz), Dionísio (deus do prazer, do vinho e das festas) e Poseidon (deus dos mares). Tendo filhos com todos eles.

O que Afrodite significa?

A palavra Afrodite, em grego significa “nascida da espuma”. Isto porque, nas duas versões contadas sobre o seu nascimento, ela surgiu no mar e já adulta.

Como é considerada a deusa da beleza e da sexualidade, a palavra afrodisiáco é derivada das características e atributos da deusa.

Biografia da deusa Afrodite
Foto: Reprodução.

Qual era a função de Afrodite?

Como Afrodite era conhecida como a deusa do amor, da beleza e da sexualidade, era a ela que os gregos se dirigiam quando queriam pedir qualquer coisa relacionada ao amor e até mesmo a fertilidade.

Ela despertava grande fascínio nos deuses. Isto porque em um dado momento eles queriam apenas apreciar a sua beleza, e não faziam mais nada no olímpio. E também despertava grande inveja nas deusas, que não se sentiam a altura de sua beleza.

Poderes de Afrodite

A deusa Afrodite tinha um cinto mágico feito de ouro. Neste cinto estavam contidos todos os seus poderes de sedução: seu lindo sorriso, sua voz suave e seus suspiros irresistíveis.

Segundo a lenda, a deusa frequentemente ajuda os seus amantes a transpor qualquer tipo de obstáculo com que eles se deparassem.

Além disto, ela também era uma das deusas mais populares entre os gregos. Segundo a lenda, quanto mais ela era adorada, mais poderes mágicos o seu cinto mágico ganhava.

Quantos filhos Afrodite teve?

Apesar de não ter tido nenhum filho com o seu marido, o deus Hefesto, a deusa do amor teve muitos filhos com os seus amantes, tanto deuses quanto homens mortais.

Do seu caso com o deus Ares, ela teve 7 filhos: Eros (cupido alado que estava sempre ao seu lado), os gêmeos Deimos (deus do terror) e Phobos (deus do medo), Harmonia (deusa da harmonia), Eros (deus do amor), Anteros (deus do amor não-correspondido), Himeros (deus do desejo sexual) e Pothos (deus da paixão).

Já do seu relacionamento com Dionísio do qual nasceu Priapo, que é o deus da fertilidade. Ele era muito feio, devido a uma maldição lançada por Hera, a esposa de dionísio.

Quando se relacionou com o deus Hermes, eles tiveram um filho que possui dois gêneros, masculino e feminino, sendo chamado de Hermafrodito. E seu nome nada mais é do que a junção do nome dos seus pais.

Rodes e Herophile nasceram do seu relacionamento com Poseidon. E Himeneu, deus do casamento, da sua relação com o deus Apolo.

Afrodite também teve alguns filhos que eram metade deuses metade mortais, como Eneias e Liro, fruto da sua relação com o mortal Anquises. Eneias foi um dos grandes heróis durante a Guerra de Troia.

Ares e Afrodite
Foto: Reprodução.

Mitos

Analisando atentamente o mito de Afrodite, fica claro que ela e os seus diversos filhos representam, na verdade, as diferentes formas de amor e paixão humanos. Que os seres humanos precisam amar e serem amados.

E que há diferentes tipos de amor. Algumas pessoas querem apenas o amor erótico. Enquanto outros na verdade temem a solidão, e por isso precisam ser amados, para não se sentirem sozinhos.

Este mito reforça ainda que para que o amor dure, é preciso que ele seja alimentado, que não pode haver monotonia. A chama da inocência, curiosidade e da renovação devem continuar sempre acessas.

E como é possível observar através dos filhos que Afrodite teve com os seus amantes, os amores não são perfeitos. Se em alguns momentos o amor pode ser romântico, no outro ele será cheio de paixão, mas também pode ter medo e rejeição.

Considerações finais

Além de despertar a atração e o desejo dos deuses, inveja das outras deusas do Olímpo, Afrodite era muito popular entre os mortais também. Ela foi uma das deus mais cultuadas da Grécia antiga.

O reusltado disto é que atualmente existem muitas obras de artes, incluindo esculturas e pinturas que foram feitas tendo ela como inspiração. Estas peças podem ser vistas em diversos museus pelo mundo e na própria Grécia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *