Biografia de Rogério Ceni

Biografia de Rogério Ceni


O Brasil é um país que praticamente respira futebol, e justamente por isso os jogadores possuem um certo destaque nacional por proporcionar momentos maravilhosos dentro dos campos.

Rogério Ceni é um dos jogadores mais conhecidos do nosso país e sua história está repleta de títulos e muitas defesas.

Rogério Ceni defendendo

Quem é Rogério Ceni?

Rogério Mücke Ceni, conhecido apenas como Rogério Ceni, é um ex-futebolista que atualmente trabalha como técnico de futebol.

Rogério Ceni atuava como goleiro e ficou famoso por defender a camisa tricolor do São Paulo durante vinte e cinco anos, sendo destes, dezoito anos como titular do time.

Jogando pelo São Paulo ele conseguiu atuar em 1.237 jogos e marcar 132 gols sendo esses em cobranças de falta ou pênaltis, algo que não é comum para um goleiro, mas para Rogério Ceni marcar gols era algo tão simples como se aquecer para um jogo.

Desde de 2017 Rogério trabalha como técnico de futebol, ele já treinou os seguintes times: São Paulo, Fortaleza, Cruzeiro e atualmente ele está à frente da equipe do Fortaleza do Ceará.

Início de carreira

Ceni iniciou os seus primeiros passos no futebol sendo goleiro do Sinop Futebol Clube, com sede na cidade homônima no Mato Grosso, local onde seus familiares moram até hoje.

Foi no Sinop Futebol Clube que Rogério Ceni conquistou seu primeiro título como jogador profissional, com apenas dezessete anos, em 1990 subiu para o time profissional.

Estreou contra o Cáceres e jogando como profissional, tomou apenas seis gols em onze jogos atuando pelo Sinop.

Ídolo do São Paulo

Rogério Ceni defesas

No mesmo ano, Rogério Ceni foi contratado pelo São Paulo, ele ficou como quarto goleiro na época. Em 1992 foi vice-campeão da copa São Paulo de Futebol Júnior, perdendo na final para o Vasco da Gama.

Ainda em 1992, Rogério Ceni subiu para o time principal, ocupando a vaga deixada pelo promissor goleiro Alexandre, que faleceu em um acidente de carro.

Em 1993 Rogério Ceni estava como terceiro goleiro, e sendo listado para alguns jogos do campeonato paulista daquele ano. Pouco tempo depois, estava integrando a equipe que iria disputar a Supercopa da Libertadores do mesmo ano.

Ainda em 1993, voltou aos juniores, dessa vez foi campeão da copa São Paulo. Com muito trabalho, Rogério Ceni consegue subir e ocupar o posto de reserva absoluto.

Ainda nesse mesmo ano, aos vinte anos de idade, ele estreia como profissional em um jogo onde defendeu um pênalti. Rogério Ceni ganhou vários títulos nessa época em que o São Paulo era liderado pelo Telê Santana.

Em 2001 Rogério Ceni recebeu uma proposta para ir jogar no Arsenal da Inglaterra, sendo que depois de um tempo perceberam que o documento era falso, por conta disso Rogério Ceni foi considerado suspeito de fraude, o que não foi comprovada, mesmo assim, foi suspenso por um tempo, mas se entendeu com a direção do São Paulo e voltou a atuar pelo clube.

2005, o ano vitorioso

No ano de 2005 Rogério Ceni teve seu maior destaque na sua carreira, com a camisa tricolor conquistou os seguintes títulos: Campeonato paulista, libertadores e o mundial de clubes. Onde ganhou o prêmio FIFA de melhor jogador da libertadores e do mundial de clubes.

Foi nesse ano também que Rogério Ceni marcou mais gols, e assim consolidando-se como ídolo absoluto do São Paulo.

Nos anos seguintes Rogério Ceni ganhou mais títulos pelo São Paulo, conquistando três campeonatos brasileiros seguidos, também foi indicado ao prêmio Bola de Ouro da revista France Football, algo inédito, ele foi o primeiro jogador sul-americano a concorrer a Bola de Ouro, ficando em vigésimo sétimo lugar.

Em 2010 Rogério Ceni completou 20 anos vestindo a camisa tricolor, contando com três anos jogando na base. Em 2011 Rogério Ceni fez seu milésimo jogo atuando pelo São Paulo contra o Atlético Mineiro, sendo o São Paulo vencedor pelo placar de 2 x 1.

No mesmo ano, fez a marca histórica de 100 gols em uma partida contra seu rival Corinthians. Em 2012 teve que se ausentar dos jogos por seis meses para tratar de um problema em seu ombro, voltando a jogar contra o Flamengo, onde o São Paulo venceu o time rubro negro por 4 x 1.

Em 2015 Rogério Ceni se aposenta como jogador e dá início aos estudos para se tornar técnico. Ceni também é conhecido por fazer críticas a CBF e também integra um movimento chamado Bom Senso F.C, que defende melhorias na organização do futebol brasileiro.

Aposentadoria

Rogério Ceni

Depois de defender incessantemente a camisa tricolor, para a tristeza da torcida do São Paulo, Rogério Ceni decidiu se aposentar do futebol como goleiro.

O término do seu contrato ocorreu no dia 31 de dezembro de 2015, como seu contrato só terminaria no fim do ano, Rogério Ceni, poderia assim disputar os campeonatos brasileiro e copa do Brasil com tranquilidade.

A sua última partida oficial como goleiro vestindo a camisa tricolor foi contra o time do Santos, pela copa do Brasil, onde o São Paulo perdeu o jogo com o placar de 3 x 1 para o Santos.

Em dezembro, Rogério Ceni dava adeus aos gramados de forma oficial, sua despedida ocorreu em um jogo festivo onde se reuniram amigos do jogador que já defenderam o São Paulo em outrora.

Nesse jogo, Rogério Ceni, fez um gol de pênalti, e agradeceu pelo carinho dos torcedores e pelos 25 anos em que jogou pelo São Paulo.

Em forma de declaração de amor pelo clube, Rogério Ceni declarou que quando morresse, fosse cremado e que suas cinzas fossem espalhadas pelo estádio do Morumbi, onde jogou por duas décadas, assim ele sempre se lembraria de tudo o que aconteceu.

Títulos de Rogério Ceni

Rogério Ceni possui ao todo 22 títulos. Os títulos vão desde campeonatos estaduais, interestaduais, nacionais e internacionais, podemos citar alguns de maior relevância como:

  • Pela seleção brasileira conquistou a Copa do Mundo em 2002, Copa das Confederações em 1997;
  • Atuando pelo São Paulo, Rogério Ceni conquistou;
  • Mundial de Clubes em 2005;
  • Duas libertadores da América, nos anos de 1993, 2005;
  • Ganhou a Supercopa da Libertadores da América em 1993;
  • Copa Sul-Americana em 2012 e Recopa Sul-Americana em 1993, 1994;
  • Copa Conmebol em 1994;
  • Três Campeonatos brasileiro: 2006, 2007, 2008;
  • Três campeonatos Paulista: 1998, 2000, 2005.

Atuando como técnico do Fortaleza conquistou os seguintes títulos:

  • Campeonato Brasileiro série B em 2018;
  • Campeonato Cearense em 2019;
  • Copa do Nordeste em 2019.

Recordes

Rogério Ceni possui alguns recordes que serão difíceis de serem quebrados, e por se tratar de um ex-goleiro, as chances diminuem ainda mais.

  • É o goleiro que mais marcou gols na história do futebol mundial, com o total de 132 gols.
  • Detém o título de jogador que mais vestiu a camisa de um time na história do futebol.
  • Foi o jogador que deteve por mais tempo a faixa de capitão de um time, um total de 982 vezes.
  • É o jogador que mais venceu partidas defendendo um único time, em um total de 601 vitórias.
  • É o jogador com mais partidas disputadas no campeonato brasileiro.
  • Em 2011 o jogador que mais possui minutos consecutivos atuando pelo São Paulo, um total de 8.786.
  • Entrou três vezes para a lista de melhores goleiros do mundo, sendo o 9º colocado em 2005, o 6º em 2006 e o 5º em 2007.

Rogério Ceni ainda possui condecorações de melhor goleiro e jogador, concedidos pela CBF, sem falar dos inúmeros títulos nacionais e internacionais que possui como bolas de prata, melhor jogador do ano, melhor goleiro do ano, e a bola de ouro, troféu dado ao melhor jogador do campeonato brasileiro.

Vida pessoal e curiosidades sobre Rogério Ceni

Rogério Ceni

  • Rogério Ceni tem três filhos, sendo duas irmãs gêmeas de seu casamento com Sandra e um filho chamado Henrique com a atriz Ana Paula Vieira, sendo esse nascido em 2012, porém só reconhecido por Rogério em 2014, quando Ceni declarou ser o pai da criança.
  • Rogério Ceni possui gosto musical voltado para o rock, ele curte bandas como AC/DC, Dire Straits, Lynyrd Skynyrd, Pink Floyd, Metallica, U2, Scorpions, e banda com esse estilo. Rogério Ceni também é fã do cantor Elvis Presley. Em 2008 foi homenageado com uma música dedicada pela banda brasileira de hard rock Dr. Sin chamada ” Número 1″.
  • Além disso Ceni já foi a shows no estádio do Morumbi incluindo um do Roger Waters, ex-Pink Floyd. Rogério Ceni também é fã declarado do tenista Roger Federer, e disse que quando se aposentar quer ver uma partida do tenista.
  • A torcida tricolor colocou-lhe o apelido de Mito reconhecendo que o goleiro era digno de ser tratado como um ídolo.

Maiores defesas do ex-futebolista

Rogério Ceni possui inúmeras defesas geniais, principalmente em campeonatos internacionais como Libertadores da América e Mundial de clubes.

E foi na conquista do mundial de clubes contra o Liverpool da Inglaterra, Rogério defendeu de forma excelente uma cobrança de falta do ídolo inglês Gerrard, o Liverpool estava perdendo o jogo por 1 x 0, e essa era a grande chance de empatar, a cobrança da falta foi perfeita, porém Rogério estava lá para defender a cobrança.

Oi,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aviso

Você deve ficar atento a todas informações encontradas no site, antes divulgar ou utilizar para trabalhos escolares. O site Biografia Resumida atua trazendo conteúdos de qualidade, porém biografia é referente a vida pessoal de pessoas e por isso podem existir alguns problemas que não são de nossa responsabilidade.

Redes sociais

Siga o nosso portal de conteúdo sobre biografias de famosos nas redes sociais: