Biografia de Pelé

Pelé, ex-jogador brasileiro de futebol, conhecido como o “Rei Pelé”, eleito como “O Atleta do Século”, o “futebolista do Século”, “O Jogador de Futebol do Século XX”, é reconhecido mundialmente como o maior futebolista da história.





História de Pelé

Considerado “O Atleta do Século”, o craque Pelé de nome Edison Arantes do Nascimento, nasceu em 23 de outubro de 1940, na cidade Três Corações em Minas Gerais. Filho de Celeste Arantes (mãe) e João Ramos do Nascimento (pai).

Seu pai também foi um grande jogador de futebol, jogou no Atlético de Três Corações e mais tarde no time de São Lourenço.

Em 1945, Pelé se mudou com a família para a cidade de Bauru, São Paulo. A partir daí, começou a jogar num time infanto-juvenil do Bauru Atlético Clube, “O Banquinho”, por este time, ganhou o bicampeonato da Liga Citadina em 1954 e 1955. No entanto, um jogador famoso chamado Waldemar de Brito ao presenciar Pelé jogando o convidou para jogar para o Santos no ano de 1956.

Em 1956, quando tinha menos de 17 anos de idade, jogou pelo Santos num treino contra um time da cidade de Cubatão, venceu por 6 a 1(gols), sendo que 4 desses foi de Pelé.

Quanto a sua primeira partida oficial, aconteceu num feriado de 7 de setembro de 1956, num amistoso do Santos contra o Corinthians, de Santo André, São Paulo. O Santos, time em que Pelé representava, ganhou por 7 a 1 do Corinthians.

Nomeado o Embaixador Mundial do Futebol, atuou por mais de duas décadas no Santos Futebol Clube, conquistou mais de 40 taças. Foi artilheiro do campeonato paulista, artilheiro da Libertadores, da Taça Brasil e do Torneio Rio São Paulo.

Biografia de Pelé

Foto: Reprodução.

Estreia pela seleção brasileira

Só estreou na Seleção Brasileira em julho de 1957, contra a Argentina, jogou no Maracanã, vencendo por 2 a 1. Foi o jogador a vestir a camisa do Brasil mais jovem.

No decorrer de sua participação pela Seleção Brasileira, Pelé esteve em 115 partidas, marcou 103 gols, sendo 92 oficiais. Em 1958, foi convocado pela Suécia para participar da copa do mundo e, pela primeira vez foi campeão mundial e marcou seis gols.

Participou da copa do Chile em 1962, no entanto em uma disputa contra a Checoslováquia, Pelé sofreu uma distensão muscular, por conta disso ficou de fora da equipe. No ano de 1966 participou da copa na Inglaterra e, em 1970 participou da copa no México, foi quando conquistaram a taça Jules Rimet pela premiação da seleção vencedora da Copa do Mundo da FIFA.

Em 18 de julho de 1971 se despediu da seleção Canarinho no estádio do Maracanã, durante uma disputa contra a seleção da Iugoslávia empatando por 2 a 2.

Seu último jogo pelo campeonato paulista, com a camisa do Santos ocorreu em 1974 contra a Ponte Preta, vencendo por 2 a 0.

Entre os anos de 1975 a 1977, jogou no New York Cosmos onde encerrou sua carreira após dois anos nos Estados Unidos. Aposentou em 1977 e, nos anos de 1995 e 1998 tornou-se Ministro dos Esportes. Reconhecido mundialmente como o maior jogador de futebol de todos os tempos, Pelé fez história no futebol conquistando inúmeros títulos.

Números de Pelé no futebol

Pelé disputou um total de 1363 partidas de futebol, destas marcou 1281 gols. Seu milésimo gol aconteceu em 19 de novembro de 1969, numa partida do Santos contra o Santa Cruz de Recife, venceu por 4 a 0, se tornando um momento histórico e aguardado por muitos.

Fez parte de três equipes campeãs de Copa do Mundo foi o único brasileiro a receber pelas mãos da Rainha Isabel II no Palácio de Buckingham uma honraria do Reino Unido. Por ter promovido o futebol no mundo e popularizá-lo foi condecorado como Cavaleiro Comandante da Mais Excelente Ordem do Império Britânico.

No ano de 1999, Pelé foi eleito o “futebolista do Século” pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol. Neste mesmo ano, numa pesquisa realizada após uma votação internacional entre todos os Comitês Olímpicos Nacionais associados, foi eleito o “Atleta do Século”.

No ano de 2000 a FIFA elegeu, numa votação feita por ex-atletas e ex-treinadores como “O Jogador de Futebol do Século XX”.

Pelé, possuidor de uma técnica e capacidade atlética única, elogiadas por todos durante sua carreira. Sua fama é merecedora, visto que suas habilidades de drible e passe, ritmo, chute preciso, habilidade de cabecear, e artilharia prolífica foram marcantes e significativas para o futebol.

Biografia de Pelé

Veja todos os dados sobre o Rei Pelé aqui no Biografia Resumida. / Foto: Reprodução.

Títulos

Segue abaixo alguns Títulos Conquistados na carreira de Pelé:

Pelo Santos

  • Bicampeão da Taça Libertadores da América (1962 e 1963)
  • Bicampeão Mundial de Interclubes (1962 e 1963)
  • Campeão da Taça de Prata (1968)
  • Cinco vezes campeão da Taça Brasil (1961, 62, 63, 64 e 65)
  • 4 vezes campeão do Torneio Roberto Gomes Pedrosa/Rio-São Paulo (1959. 1963,1964 e 1966)
  • 25 títulos de torneios no exterior:

Pela seleção brasileira

  • Tricampeão mundial (1958, 1962 e 1970)
  • Bicampeão da Copa Rocca (1957 e 1963)

Pelo Cosmos

  • Campeão da Liga Americana – NASL (1977)

Pelé lança seu livro “Primeiro Tempo”, em novembro de 2011. Neste, há relatos de fatos e curiosidades vivenciados durante sua carreira.

Frases de Pelé

Veja abaixo algumas das principais frases do rei do futebol:

  • “Igual a Pelé não tem nem vai ter. Minha mãe me fez e fechou a fábrica.”
  • “Antes de falar do Pelé, Maradona precisa pedir autorização para o Zico, o Sócrates, o Romário, o Tostão, o Rivelino.”
  • “Naquela época a gente não usava gelzinho nem brinquinho, porque tinha de ser macho.”
  • “O que eu ouvia me chateava tanto que eu ia lá e arrebentava o time adversário.”
  • “Ainda bem que sou um homem de Três Corações. Ainda tenho dois.”
  • “O futebol vai morrer.”

Essas são algumas das frases já ditas pelo rei, em determinadas situações e em diferentes assuntos nas entrevistas.

Gostou da biografia de Pelé? Então compartilha com seus amigos nas redes sociais e deixa seu comentário abaixo!

Biografia de Pelé
5 (100%) 37 votes

Leave a Reply