Biografia Arlindo Cruz

O cantor e compositor Arlindo Domingos Cruz Filho ou simplesmente Arlindo Cruz é um dos mais célebres e respeitados artistas do país. Arlindo se destaca como um dos maiores sambistas brasileiro de todos os tempos. Nascido no Rio de Janeiro no dia 14 de setembro de 1958 é filho de Arlindão Cruz e dona Aracy da Cruz. A história de Arlindo Cruz com a música começou quando ele ainda era adolescente.





O mesmo ganhou um cavaquinho do pai e começou a aprender com ele os primeiros acordes. Não demorava muito e ele já estaria tocando as primeiras músicas no instrumento e paralelo a tocar cavaquinho aprendeu, também, tocar violão.

Quando estava com 15 anos o jovem músico se mudou para Barbacena em Minas Gerais onde foi estudar e ali não deixou de praticar a música. A saudade da vida boemia nos morros cariocas batia forte e, acelerava a vontade de voltar às rodas de samba. Durante este período em Barbacena frequentou o curso preparatório de Cadetes do Ar. Embora tenha ganhado festivais de música no interior mineiro ao terminar o curso voltou rapidamente ao Rio de Janeiro. Na cidade maravilhosa passou a ir em rodas de samba aprender um pouco mais com Beth Carvalho, Jorge Aragão, Almir Guineto e outros mestres do samba.

O primeiro disco gravado por Arlindo Cruz foi um disco de Candeia em que tocou cavaquinho. Após a saída de Jorge Aragão do grupo Fundo de Quintal o jovem iniciante Arlindo Cruz inciou com o grupo e já se destacava,também como compositor. Muitas músicas suas já estavam fazendo sucesso à época. Como cantor solo o primeiro disco saiu em 1993 quando Arlindo Cruz deixa o Fundo de Quintal após 12 anos. Gravou discos com Sombrinha, importante músico, cantor e compositor de nosso samba. O sucesso de Arlindo Cruz não se restringiu apenas aos discos e rodas de samba, mas, também, chegou aos desfiles do carnaval carioca e paulista.

Como autor de samba enredo Arlindo Cruz começou a disputar nas eliminatórias através de sua escola de coração Império Serrano. Arlindo começou em 1989 com o samba enredo “Jorge Amado, Axé Brasil”, seguido dos seguintes sambas-enredos “E Verás que um Filho Teu não foge à Luta – 1996”, “O Mundo dos Sonhos de Beto Carreiro – 1997”, “Uma Rua Chamada Brasil – 1999”, “O Rio Corre Pro Mar – 2001”, “”E onde houver trevas… que se faça a luz! – 2003”, “O Império do Divino – 2006”, “Ser Diferente é Normal – O Império Serrano Faz a Diferença no Carnaval – 2007”.

Arlindo Cruz teve outros sambas – enredos por outras escola. Pela Grande Rio teve dois sendo eles: “Do Verde de Coarí Vem Meu Gás, Sapucaí! – 2008” e “Das arquibancadas ao camarote número 1, uma Grande Rio de emoção, na Apoteose do seu coração – 2010”. Em 2012 volta a concorrer com a Império Serrano através do samba – enredo “Dona Ivone Lara: O enredo do meu samba – 2012”. No mesmo ano de 12 pela Vila Isabel concorre com “Você Samba lá…que eu sambo cá! O canto livre de Angola – 2012.

Arlindo Cruz é presença confirmada sempre nos programas da Rede Globo e tem músicas em trilhas sonoras de novelas. Esteve por alguns anos no programa apresentado por Regina Casé chamado “Esquenta”. Em 2017 sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e ficou em estado grave. A família não divulga informações sobre o estado de saúde de Arlindo Cruz.

Biografia Arlindo Cruz
5 (100%) 6 votes

Leave a Reply